Morre Abimael Guzmán, fundador da guerrilha peruana Sendero Luminoso

O fundador e líder do grupo guerrilheiro Sendero Luminoso, Abimael Guzmán, morreu neste sábado (11/9), aos 86 anos, em Lima, no Peru. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado desde o dia 13 de julho.

O guerrilheiro cumpria pena de prisão perpétua por terrorismo desde a década de 90, no centro de detenção de Callao. O Sendero Luminoso defendeu, em 1980, uma revolução camponesa e esteve em um conflito com o governo peruano até 1999. As disputas deixaram mais de 70 mil mortos segundo estimativas da Comissão de Verdade e Reconciliação (CVR).

Guzmán foi professor de filosofia na Universidade Nacional San Cristóbal de Huamanga, e por lá convocou estudantes para a formação de uma agrupação de extrema esquerda que, de acordo com a ideia, seria a “quarta espada do comunismo”.

Hoje, o grupo já não existe mais como guerrilha e atua por meio do Movimento pela Anistia e Direitos Fundamentais (Movadef ), pela via democrática.

O post Morre Abimael Guzmán, fundador da guerrilha peruana Sendero Luminoso apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.