Motoristas de ônibus ameaçam fazer greve em Uberaba por aumento salarial

Os motoristas do transporte público de Uberaba podem cruzar os braços nos próximos dias. Isso porque as negociações sobre o reajuste salarial da categoria, que já se arrastam desde agosto, ainda não têm previsão de desfecho. Uma reunião entre trabalhadores e patrões foi realizada nesta sexta-feira (10/9), mais uma vez, sem acerto entre as partes.
 
De um lado, os motoristas de ônibus reivindicam 5% de aumento do salário, além da correção pela inflação. De outro, os empresários do setor oferecem os mesmos 5%, mas em cima da soma do salário e do tíquete alimentação, além da inflação ser ignorada. 
 
“Hoje foi realizada uma reunião entre o Sindett, que representa as empresas, e o Sintracol, que representa os trabalhadores. As empresas mantiveram a proposta, mas ainda não houve acordo. O sindicato deve marcar assembléia para discussão e deliberação dos trabalhadores”, afirma André Campos, presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo (Transube), que representa as empresas. 
 
Os trabalhadores sustentam que há mais de dois anos os motoristas não recebem reajustes. Assim, a negociação sobre o acordo coletivo ainda segue em andamento e não ficou decidido como será fechado tal acordo – com a ameaça de paralisação.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.