No dia dos 118 anos do Grêmio, conheça os 48 integrantes da Calçada da Fama tricolor

Nesta quinta-feira, 15 de setembro, o Grêmio Foot-ball Porto Alegrense completa 118 anos de história. Fundado no mesmo dia, em 1903, por 32 rapazes que decidiram fundar a sua agremiação de futebol.

O técnico Luiz Felipe Scolari deixou sua marca na Calçada da Fama tricolor. - Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

O técnico Luiz Felipe Scolari deixou sua marca na Calçada da Fama tricolor. – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Em 1996, foi criada a Calçada da Fama gremista, para eternizar nomes importantes da história tricolor. Naquele ano foram 20 homenageados. De tempos em tempos são eleitos (pela diretoria do clube) novos nomes marcantes para deixar sua marca. Em 2013, o espaço foi transferido do Estádio Olímpico para a Arena do Grêmio.

Confira agora quem são os 48 nomes homenageados até 2021, incluindo os quatro incluídos neste ano (com foto). A ordem é cronológica, e os números entre parênteses se referem ao período no Tricolor.

PRÉ-1950:
Oswaldo Rolla (Foguinho)
 (1928/1942 como jogador, e 1955/61 e 1976 como técnico). Títulos: como jogador: campeão gaúcho (1931/32); Citadino de Porto Alegre (1930/33, 1935, 1937/39); como técnico: campeão gaúcho (1956/59) e Citadino de Porto Alegre (1956/1960).
Sérgio Moacir (1947/56 como jogador e 1962/68 como treinador). Zagueiro campeão gaúcho 1962 e 1968.

1950
Fernando Kroeff
– Presidente do Grêmio de 1958 a 1959. Patrono do clube de 1960 a 1997, quando faleceu.
Airton “Pavilhão” Ferreira da Silva (1954/67) – Zagueiro campeão gaúcho por 11 vezes (entre 1956 e 1967). Foi comprado pelo Grêmio em 1954 (ano da fundação do Estádio Olímpico) por 50 mil cruzeiros e mais o pavilhão das arquibancadas do antigo estádio da Baixada.
Juarez Teixeira (1955/61) – Centroavante campeão citadino e gaúcho entre 1956 e 1960, supercampeão gaúcho (1962) e sul-brasileiro (1962).
Milton Kuelle (1953/65) – Meia campeão gaúcho em 1956, 60, 62 e 65. Jogou toda a carreira no Grêmio.
Calvet (1954/60) – Zagueiro campeão gaúcho 1956 e 1959.
Ênio Rodrigues (1954/61). Zagueiro campeão gaúcho, sul-brasileiro da Taça da Legalidade, todos em 1962.
Ortunho (1959/68) Zagueiro campeão citadino de Porto Alegre 1956 e 1960; campeão gaúcho 1959/60/62 a 1965.

1960
João Severiano (1960/72) – Meia heptacampeão gaúcho de 1962 a 1968.
Marino (1960/64) – Ponta-direita campeão gaúcho 1960 e 1962/1964 e Sul-Interclubes 1962.
Áureo (1961/71) – Zagueiro campeão gaúcho 1962 e 1968.
Altemir (1964/69) – Lateral-direito campeão gaúcho 1964 e 1968.
Alcindo (1964/71, e 1977). Atacante campeão gaúcho seis vezes.
Loivo (1967/75) – Ponta-esquerda campeão gaúcho 1968.

1970
Dr. Hélio Dourado – Presidente gremista entre 1976 e 1981. Responsável pelo fechamento do anel superior do Estádio Olímpico. Em 2014 foi eleito Patrono do Clube. Faleceu em 2017.
Valdir Espinosa (1970/73 como jogador; 1982/84 e 1986 como treinador e 2016/17 como coordenador técnico) – Lateral direito nos anos 1970, mas que entrou para a história como o treinador que levou o Tricolor aos títulos da Libertadores e Mundial em 1983. Em 1986 retornaria como técnico para ser campeão gaúcho e, em 2016, como coordenador técnico ao lado de Renato Gaúcho, conquistaria também a Copa do Brasil.
Ancheta (1971/79) – Zagueiro campeão gaúchos em 1977 e 1979.
Yura (1971/80) – Meia campeão gaúchos em 1977 e 1979.
Tarciso (1973/86) – Atacante campeão gaúcho 1977, 79, 80, 85 e 86; Brasileiro (1981), Copa Libertadores e Mundial (1983).
Oberdan (1977/78) – Zagueiro campeão gaúcho 1977.
André Catimba (1977/79) – Atacante, parceiro de Ancheta nos títulos gaúchos de 1977 e 1979. Famoso pela “cambalhota” que deu errado após marcar o gol do título de 77.
Baltazar (1979/82) – Atacante campeão gaúcho em 1979 e 1980, e Brasileiro em 1981, quando marcou o gol do título.

1980
Leão
(1980/83) – Goleiro campeão gaúcho em 1980 e Brasileiro em 1981.
Renato Gaúcho (1980/86 e 1991 como jogador e (2010/2011, 2013, 2016/21 como técnico) – Títulos como jogador: Copa Libertadores e Mundial 1983, Campeonato Gaúcho 1985 e 1986. Como treinador: Copa do Brasil 2016, Copa Libertadores 2017, Recopa Sul-americana 2018, tricampeão gaúcho 2018/2020.
Hugo de León (1981/84) – Zagueiro campeão Brasileiro em 1981, da Libertadores e Mundial em 1983
China (1981/87) – Volante campeão Brasileiro 1981, da Copa Libertadores e do Mundial 1983 e gaúcho em 1979, 1980, 1985/87.
Cesar (1983/84) – Atacante campeão da Copa Libertadores e do Mundial em 1983.
Mazaropi
(1983/90) – Goleiro hexacampeão gaúcho (1985/90), da Libertadores e do Mundial 1983, Copa do Brasil 1989 e Supercopa do Brasil 1990.
Osvaldo (1983/87) – Meia campeão gaúcho em 1985 e 1986 e da Copa Libertadores e Mundial em 1983.

Campeão do Mundo em 1983, Osvaldo deixa seus pés na Calçada da Fama – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Valdo (1984/88 e 2002) – Meia tetracampeão gaúcho (1985/88).
Luís Eduardo (1984/90) – Zagueiro hexacampeão gaúcho (1985/90), da Copa do Brasil 1989 e da Supercopa do Brasil 1990.
Luiz Felipe Scolari (1987, 1993/96, 2014/15 e 2021-, sempre como treinador). Treinador campeão gaúcho (1987, 1995 e 1996), Copa do Brasil (1994), Copa Libertadores (1995), Brasileiro e da Recopa Sul-Americana (1996);
Edinho (1989/90) – Zagueiro campeão gaúcho e da primeira Copa do Brasil, em 1989.

1990
Danrlei
(1993/03) – Goleiro campeão gaúcho (1993/95/96/99/01), da Copa Sul (1999), Copa do Brasil (1994, 1997 e 2001), Copa Libertadores 1995, Brasileiro e Recopa Sul-Americana 1996;
Émerson (1994/97) – Volante campeão gaúcho 1995 e 1996, Copa Libertadores 1995, Brasileiro e Recopa Sul-americana 1996, Copa do Brasil 1994 e 1997.
Roger (1994/03 como jogador e 2015/16 como treinador) – Lateral-esquerdo campeão gaúcho 1995, 1996, 1999 e 2001; campeão da Copa do Brasil 1994, 1997 e 2001; Copa Libertadores da América 1995; Brasileiro e Recopa Sul-americana 1996 e Copa Sul 1999.
Pingo (1993/94) – Volante campeão gaúcho 1993 e da Copa do Brasil 1994.
Adílson (1995/96) Zagueiro campeão Gaúcho 1995-96, da Copa Libertadores 1995, da Recopa Sul-americana 1996 e do Campeonato Gaúcho 1996.
Jardel (1995/96) – Atacante campeão gaúcho nos dois anos, da Libertadores 1995 e da Recopa 1996.
Paulo Nunes (1995/97) – Atacante campeão da Copa Libertadores da América 1995, gaúcho 1995 e 1996, Brasileiro e da Recopa Sul-americana 1996 e da Copa do Brasil 1997.
Dinho (1995/97) – Volante campeão gaúcho em 1995 e 1996, da Copa do Brasil 1994 e 1997, da Copa Libertadores 1995, da Recopa e do Campeonato Brasileiro 1996.
Luís Carlos Goiano (1995/99) – Volante campeão da Copa Libertadores 1995, Brasileiro e da Recopa Sul-americana 1996; da Copa do Brasil 1997, da Copa Sul 1999 e gaúcho em 1995, 1996 e 1999.
Mauro Galvão (1996/97) – Zagueiro Campeão Brasileiro, gaúcho e da Recopa Sul-americana 1996, da Copa do Brasil 1997 e novamente gaúcho e da Copa do Brasil 2001.
Luis Carlos Silveira Martins (1996/98) – Dirigente do Grêmio, passando por diversas funções, incluindo vice-presidente de futebol entre 1993 e 1996, até assumir a presidência do clube em 1997/98. Campeão da Copa do Brasil 1997.

O ex-presidente Luiz Carlos Silveira Martins é um dos homenageados de 2021. – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

2000
Zinho
(2000/02) – Meia campeão gaúcho e da Copa do Brasil 2001.
Galatto (2004/07) – Campeão da Série B do Campeonato Brasileiro (2005) e gaúcho (2006 e 2007).

Goleiro herói da “Batalha dos Aflitos”, Galatto deixa suas mãos na história do Grêmio. – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Sandro Goiano (2005/07) – Volante campeão da Série B do Campeonato Brasileiro 2005 e gaúcho em 2005 e 2006.

2010
Maicon (2014/21) – Volante campeão da Copa do Brasil 2016, da Copa Libertadores 2017, da Recopa Sul-americana 2018 e gaúcho 2018 a 2021.
Pedro Geromel (2016 -). Zagueiro campeão da Copa do Brasil 2016, da Copa Libertadores 2017, da Recopa Sul-americana 2018 e gaúcho 2018 a 2021.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.