Olaf se degrada a tempestade tropical no Pacífico mexicano

Olaf se degradou na quinta-feira (9) a tempestade tropical enquanto se desloca ao longo da península da Baixa Califórnia, deflagrando fortes chuvas e grandes ondas na costa no noroeste do México – informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, nas siglas em inglês).

De acordo com o último boletim NHC, às 12h (horário de Brasília), o centro de Olaf se encontrava a 100 quilômetros de La Paz, com ventos sustentados de 110 movendo-se a 17

Olaf atingiu o continente na noite de quinta, na cidade turística de Los Cabos, como um furacão de categoria 2 na escala Saffir-Simpson (de 5). Perdeu força e voltou para a categoria 1, para se tornar tempestade tropical pela manhã.

“O centro de Olaf se deslocará ao longo da costa sudoeste da Baixa Califórnia e, depois, vai girar para o oeste, afastando-se da terra”, afirma a previsão do NHC.

Segundo a Comissão Nacional de Água (Conagua) do México, o centro de Olaf se voltou para o Pacífico por volta das 6h (horário de Brasília). Mantém-se margeando a costa e afetando o noroeste do país.

O fenômeno causa fortes precipitações nos estados da Baixa Califórnia Sul, Sinaloa e Nayarit, que “podem gerar deslizamentos, aumento do nível dos rios e córregos e transbordamentos e inundações em zonas baixas”, adverte um comunicado da Conagua.

Até o momento, as autoridades da Baixa Califórnia não informaram a ocorrência de feridos. Dois portos e os terminais aéreos de Los Cabos e de La Paz permanecem fechados. Atividades públicas e privadas foram suspensas nestes municípios.

Diante do risco de inundações, um hospital público de Los Cabos, um dos destinos turísticos mais visitados do México, foi evacuado, informou a Proteção Civil estadual.

Nas últimas semanas, o país foi atingido por fenômenos meteorológicos que causaram tempestades em grandes áreas de seu território.

Chuvas intensas inundaram um hospital em Tula, no estado de Hidalgo (centro), na terça-feira (7), causando a morte de 14 pacientes de covid-19 que ficaram sem ventilação mecânica.

Ontem à tarde, as autoridades da Baixa Califórnia Sul instalaram abrigos com capacidade para receber 6.000 pessoas.

Por sua localização geográfica, o México é suscetível ao impacto de furacões.

No final de agosto, o furacão Nora tocou o solo no estado de Jalisco, no Pacífico mexicano. Um menor espanhol morreu, e uma mulher foi dada como desaparecida.

Também em agosto, o furacão Grace atingiu Veracruz, no leste do México, como categoria 3. Pelo menos 11 pessoas neste estado e no de Puebla (centro).

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.