Operação interdita comércios irregulares de sucata em Jundiaí


Comércios funcionavam sem alvará e já haviam sido notificados e multados em ações anteriores. Operação interdita comércios irregulares de sucata em Jundiaí
Prefeitura de Jundiaí/Divulgação
Três comércios irregulares de sucata foram interditados em Jundiaí (SP), durante uma operação da Divisão de Fiscalização do Comércio, com apoio da Guarda Municipal e da Polícia Civil, na sexta-feira (10).
Os comércios funcionavam sem alvará e já haviam sido notificados e multados em ações anteriores. Dois deles ficam no São Camilo e os proprietários não foram encontrados. Em um deles, a porta estava aberta, com sinais de abandono.
Já no Tamoio, o comércio interditado encontrava-se em pleno funcionamento. O proprietário foi orientado a procurar a prefeitura para fazer a regularização. Em todos os estabelecimentos, foram colados avisos e cópias dos decretos de interdição.
Este tipo de comércio foi apontado por moradores como um dos destinos de materiais furtados das residências.
De acordo com a prefeitura, caso os proprietários descumpram a interdição e insistam em manter os locais abertos, serão multados em R$ 4.523,25, valor que pode ser dobrado em reincidência, ou ainda serem acionados por desobediência. Nas ações anteriores, esses pontos de ferro velho já haviam recebido duas multas cada um, nos valores de R$ 1.809,93 e R$ 3.618,60.
Ambulantes
Operação fiscaliza atividade irregular de ambulantes no Terminal Vila Arens
Prefeitura de Jundiaí/Divulgação
Outra operação composta pela Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), Guarda Municipal e empresas que fazem o transporte público de Jundiaí foi iniciada na sexta-feira, com o objetivo de coibir a atividade irregular de ambulantes no Terminal Vila Arens.
Caso o ambulante abordado persista na atividade irregular, as mercadorias serão apreendidas, além de ser aplicada uma autuação.
As áreas comerciais dos terminais de ônibus possuem lanchonetes e barracas de fruta autorizadas a funcionar nos locais. Esses comércios venceram processo licitatório realizado para exploração desses espaços.
Os ambulantes que desejam desenvolver suas atividades de forma regular em outros espaços de Jundiaí podem obter mais informações no site da prefeitura.
Para realizar o cadastro, o ambulante deve comparecer à Divisão de Fiscalização do Comércio, localizada no 1º andar – ala norte do Paço Municipal, na Avenida da Liberdade, na Vila Bandeirantes, com os seguintes documentos:
Cópia do RG e CPF;
Comprovante de endereço;
Atestado de saúde ocupacional/laudo de controle de saúde clínico (para venda de produtos alimentícios);
Cópia do documento do veículo (caso o ambulante trabalhe com o veículo);
Atestado de antecedentes criminais.
Após a aprovação do cadastro e a liberação da Vigilância Sanitária quanto às condições mínimas de higiene, será emitida a taxa de licença ambulante, que deverá ser recolhida semestralmente.
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.