• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Moradores denunciam situação de praia do litoral de SP com motos empinadas, multidão e drogas; VÍDEO


População reclama da falta de policiamento na Praia das Astúrias, em Guarujá (SP). Moradores denunciam situação de praia com motos empinadas, multidão e drogas
“Virou um submundo, surreal conviver”. É assim que uma moradora de Guarujá, no litoral de São Paulo, descreve como é viver na região da Praia das Astúrias. Ao g1, a mulher contou que dezenas de jovens e crianças se aglomeram na faixa de areia infringindo diversas leis da cidade durante os finais de semana. Imagens registradas pela população mostram multidões na praia e, inclusive, motos sendo empinadas e transitando entre as pessoas na faixa de areia (assista acima).
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
“Além de ficarem curtindo o som alto com caixa de som grande, eles ficam estourando escapamento de moto, usando droga, comprando e vendendo bebidas […]. Além de que toda vez que vão fazer limpeza, acham várias camisinhas, são pessoas que vão para debaixo das árvores e praticam sexo. Além disso, eles fazem xixi ao redor inteiro e defecam também”, descreveu a moradora de 28 anos – que prefere não ser identificada.
Um outro morador, de 38 anos, contou que tem dois filhos em casa, sendo um bebê recém-nascido e uma criança de 4 anos. “Tememos constantemente pela nossa segurança”, disse ele, em entrevista ao g1.
O homem relatou ainda que tem sido “extremamente difícil” conseguir descansar. “Como as motos ficam passando em frente aos prédios repetidamente até 6h, só conseguimos dormir mesmo depois desse horário”, afirmou.
Nas imagens gravadas pelos próprios moradores é possível ver a faixa de areia repleta de pessoas com coolers, caixas de som e até motociclistas que aparecem andando de moto no meio da multidão e empinando os veículos.
“Eles querem afrontar os moradores, soltar fogos de artifício. E, no meio disso, tem crianças de colo, as mães trazem crianças pequenas de 3 e 5 anos que ficam brincando no meio dessa maloca toda”, disse a mulher, de 28 anos.
Aglomerações são registradas aos finais de semana na Praia das Astúrias, em Guarujá (SP)
Arquivo Pessoal
Segundo os moradores, antigamente eram realizados bailes funk na região. “A gente começou a denunciar, começaram a fazer algumas operações e tudo mais. Só que como eles veem de dia que não tem policiamento suficiente para atender a demanda, começam a publicar nos grupos de Facebook e de WhatsApp para poder vir”, afirmou a moradora.
“Pagamos um IPTU altíssimo, mas assim como meus pais, teremos provavelmente que ir embora do Guarujá. A orla se tornou inabitável nos últimos anos”, enfatizou o homem.
Ainda segundo a população, apesar da Polícia Militar (PM) e Guarda Civil Municipal (GCM) serem constantemente acionadas, nada é feito para controlar as multidões. “A gente está completamente abandonado, a polícia tem medo, os moradores têm medo, os caras estão tomando conta”, disse a mulher.
Prefeitura
Procurada pelo g1, a Prefeitura de Guarujá informou que o local é monitorado regularmente por uma força-tarefa da GCM. “As operações têm apreendido caixas de som, bicicletas, além de multar veículos que transitam ou estacionam em local proibido. A Força-Tarefa também atua mediante denúncia, por meio do telefone 153”.
Prefeitura de Guarujá informou que GCM realiza forças-tarefa na Praia das Astúrias
Prefeitura de Guarujá/Divulgação
Segundo a administração municipal, a equipe da GCM também fiscaliza a venda de bebidas no local. Sobre a sujeira deixada pelas pessoas, a prefeitura disse que a Secretaria de Operações Urbanas é acionada e realiza a limpeza pela manhã.
A PM não se manifestou até a publicação desta reportagem.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 
  • New Page 1