• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Ex-namorado que matou jovem a tiros após festa de carnaval era estudante de medicina


Mayara Almondin Aran, de 29 anos, estava na mesma festa que o ex-companheiro, em Nioaque. Suspeito fugiu depois de efetuar os disparos e segue foragido. Mayara Almondin Aran, de 29 anos, vítima de feminicídio
Redes sociais
Diego de Souza Mendonça, de 26 anos, é procurado como suspeito de matar a tiros a ex-namorada, Mayara Almodin Aran Florenciano, de 29 anos, na madrugada de domingo (11), após uma festa de carnaval, na cidade de Nioaque (MS) – a 176 quilômetros de Campo Grande. O suspeito era estudante de medicina e segue foragido.
De acordo com a Polícia Civil, Mayara estava em uma festa de carnaval, quando pegou carona com um casal de amigos para ir embora. Diego também estava na festa e teria seguido o carro da vítima.
Ao chegar em casa, antes de descer do veículo, o carro de Diego teria encostado no automóvel onde a vítima estava. As testemunhas relatam que Mayara comentou com o casal de amigos que a acompanhava que se tratava de seu ex. O suspeito então desceu do carro, foi até onde a vítima estava, abriu a porta do passageiro e disparou contra ela várias vezes.
“A vítima estava no banco de trás e o motorista ainda falou “ué quem é esse louco que encostou aqui” e a Mayara reconheceu que era o ex-namorado. Tudo aconteceu muito rápido, ele abriu a porta da vítima, efetuou os disparos e fugiu”, detalhou o delegado responsável pelo caso.
Mayara deixa um filho
Redes Sociais
Mayara foi atingida por três tiros, chegou a ser socorrida pelos amigos até hospital municipal, mas não resistiu aos ferimentos. Em depoimento à polícia, uma testemunha relatou que o suspeito já havia ameaçado a vítima. Após o crime, o homem fugiu do local, e segue foragido.
O caso foi registrado como feminicídio e segue sendo investigado.
Crime chocou a cidade
Mayara era servidora pública na prefeitura de Nioaque e deixa um filho. Amigos e familiares da vítima usaram as redes sociais para lamentar o crime e pedirem por justiça: “Descanse em paz amiga, outro dia a gente se falou e até marcamos um churrasco. Não dá pra acreditar. Que Deus te receba de braços abertos”, escreveu uma amiga.
A prefeitura de Nioaque emitiu nota de pesar sobre a morte de Mayara. “É com profundo pesar que lamentamos a tragédia que ceifou a vida da servidora pública Mayara Aran. Expressamos os mais sinceros sentimentos de solidariedade e desejamos que Deus console os corações de seus familiares e amigos próximos neste momento de extrema dor”.
Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 
  • New Page 1