“Verso de Barro” é a campeã da 30ª Sapecada da Canção Nativa

Foram 16 composições que disputam a atenção do público. Imagem: Prefeitura de Lages.

O evento emocionou o público que compareceu em peso no Parque de Exposições Conta Dinheiro, em Lages

A emoção superou o vento frio esfriou e esquentou os corações na etapa final da 30ª edição da Sapecada da Canção Nativa na noite da última terça-feira no Parque de Exposições Conta Dinheiro, em Lages. Foram 16 composições que disputam a atenção do público.

A grande vencedora foi a música com letra de Marcelo Mendes e Rafael Ferreira e música de Mauro Silva, “Verso de Barro”. A canção foi interpretada por Mauro Silva. O 2º Lugar ficou com “Amaro, Norico e Léco” e a terceira posição com a milonga “Aromas de Saudade”.

O superintendente da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi, destacou que a Sapecada já conquistou o reconhecimento de ser um grande evento desde a sua primeira edição em 1993. “Crescemos juntos com as Sapecadas, assistimos as gerações de músicos renovarem e manterem a música nativista sempre presente nos corações das pessoas. 2024 marca época e afirma uma construção dos lageanos como uma das mais importantes obras de cultura e arte que nos representa em todo o mundo”, comentou

Conheça o resultado 30ª Sapecada da Canção Nativa

1º Lugar: “Verso de Barro”, letra de Marcelo Mendes e Rafael Ferreira, música de Mauro Silva, ritmo chamarra, e intérprete, Mauro Silva;

2º Lugar: “Amaro, Norico e Léco”, letra de Francisco Brasil, música de André Teixeira, ritmo chamarra, e intérprete, André Teixeira;

3º Lugar: “Aromas de Saudade”, ritmo: milonga. Letra Dudi Marafigo e Arthur Almeida, música de Ingrid Dors, interpretação de Ricardo Bergha;

Música mais popular: “Tropilha de Corredor”, letra de José Maurício Rigon, música de Lucas Urdangarin Gross, ritmo milonga, intérpretes: Mauro silva e Lucas Gross

Melhor Intérprete: Joca Martins, “O Não de Dentro do Sim”;

Melhor Instrumentista: Ricardo Comassetto, cordeona de botão em “Cordionita”;

Melhor Letra: “Verso de Barro”, letra de Marcelo Mendes e Rafael Ferreira;

Melhor Melodia: “Aromas de Saudade”, letra Dudi Marafigo, Arthur Almeida, Ingrid Dors, interpretação de Ricardo Bergha;

Melhor Arranjo: “O Não de Dentro do Sim”, letra de Matheus Marchezan Bauer, música de Lucas Gross, ritmo milonga, intérprete: Joca Martins;

Melhor Conjunto Vocal: “Araucária”, Trio Rédea Solta;

Melhor Tema Campeiro: “Amaro, Norico e Léco”.

Melhor tema sobre a Região Serrana: “Araucária”, Trio Rédea Solta;

Adicionar aos favoritos o Link permanente.