• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Massa critica dolarização e rompimento com China e Mercosul

O ministro da Economia da Argentina e candidato à Presidência do país, Sergio Massa, criticou as propostas de campanha de Javier Milei, um de seus principais rivais no pleito de 22 de outubro. Em discurso na 5ª feira (24.ago.2023), no Conselho das Américas, em Nova York (EUA), falou sobre a impossibilidade de dolarizar a economia argentina e as consequências do rompimento com a China e com o Mercosul.

Então, vamos dolarizar a Argentina sem dólares de exportação. Não há dólares do fundo, não há dólares de exportações. Minha pergunta é: de onde virão os dólares para a dolarização?”, questionou o ministro.

Formulário de cadastro
E-mail

WhatsApp

Inscreva-se

Telegram

Inscreva-se

Imaginem se no dia 11 de dezembro [quando o governo eleito assume a Presidência] vamos romper com o Mercosul e vamos romper a relação com a China… a 1ª coisa que temos que saber é que vamos romper com os nossos 2 mercados mais importantes”, afirmou. “Ao romper com a China perdemos um mercado de US$ 15 bilhões.

Massa disse aos empresários que não estava pedindo que “tomassem partido de qualquer força política”, mas sim “pelas suas empresas, pelo menos pelas suas atividades”.


Leia mais:

  • Javier Milei é contra adesão da Argentina ao Brics;
  • FMI aprova desembolso de US$ 7,5 bilhões para Argentina;
  • EUA temem que Argentina dolarize economia, diz Massa.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 
  • New Page 1