• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Após polêmica com vídeo publicitário, Campinas prevê apresentação de projetos de igualdade racial em 30 dias

apos-polemica-com-video-publicitario,-campinas-preve-apresentacao-de-projetos-de-igualdade-racial-em-30-dias


Grupo de trabalho para discutir tema foi proposto em reunião com o Ministério Público nesta quarta-feira (30). Encontro também debateu celebração de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Imagem usada em campanha publicitária da Prefeitura de Campinas
Reprodução/Instagram Prefeitura de Campinas
Após receber críticas em um vídeo publicitário sobre uma suposta conotação racista, a prefeitura de Campinas (SP) propôs ao Ministério Público (MP-SP), em reunião realizada nesta quarta-feira (30), a criação de um grupo de trabalho para apresentar propostas relacionadas à igualdade racial no prazo de 30 dias.
📲 Receba no WhatsApp notícias da região de Campinas
O encontro também teve como objetivo debater a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para estabelecer um protocolo de publicidade institucional antirracista. Segundo o MP, o termo ainda não foi firmado, mas houve “sinalização positiva” por parte da administração municipal.
Ainda de acordo com o órgão, as propostas apresentadas pelo grupo de trabalho serão parte da obrigação do município em relação à “reparação do dano”. Cursos de capacitação antirracista, como o anunciado nesta quarta pela prefeitura, devem fazer parte da lista de determinações.
Secretaria de Comunicação de Campinas passará por curso antirracista
🚨 Relembre a polêmica
Abordagem a homem negro em campanha da Prefeitura de Campinas
Reprodução/Instagram Prefeitura de Campinas
O vídeo da administração se vale da palavra “Attenzione” no texto para mencionar que o programa atingiu a marca de 1,1 mil câmeras de segurança privada que aderiram ao “Monitora Campinas”.
A expressão ganhou força desde a última semana, em redes sociais, por conta do alerta feito por uma mulher a turistas em Veneza, na Itália, sobre crimes na região. “Attenzione pickpocket!” ou “Attenzione borseggiatrici!” significam, em português, “atenção, batedores de carteira!”.
A gravação usada pela prefeitura mostra pessoas negras em diferentes abordagens da Guarda. “Assista ao vídeo e veja porque os criminosos não têm vida fácil por aqui”, destaca o material.
LEIA TAMBÉM:
Veja 5 locais do Centro de Campinas ligados à história negra
Internautas, porém, criticaram o material divulgado. “Por que só pessoas pretas e pobres? Racismo está explícito”, diz um dos comentários. O tom é mantido por outro usuário da rede social. “Que vídeo de mau gosto. Melhorem”, informa outro texto.
Na época, o promotor de Justiça Daniel Zulian informou ao g1 que analisou o vídeo e que pedirá esclarecimentos à prefeitura sobre a campanha. Segundo ele, trata-se de uma apuração preliminar sobre o caso.
📣 O que diz a prefeitura?
A prefeitura informou que, com relação ao vídeo, a medida imediata adotada foi a reedição do material, com novas imagens. “A Secretaria de Comunicação reitera que o audiovisual teve o objetivo de mostrar a importância das câmeras de segurança no combate à criminalidade”.
Já em relação à reunião com o MP, a administração municipal ressaltou que “independentemente de qualquer decisão, se comprometeu a tornar frequentes as ações de conscientização sobre a igualdade racial entre seus profissionais, a exemplo do curso de formação antirracial que já está sendo realizado pelos profissionais de comunicação”.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 
  • New Page 1