Pandemia reforçou que multilateralismo é essencial para resiliência, diz Brics

Para os países-membros do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), a pandemia reforçou que o multilateralismo é essencial para a resiliência contra desafios atuais e futuros. Em comunicado, após reunião virtual de líderes, o grupo se comprometeu a fortalecer e reformar o sistema multilateral.

A governança global deve ser mais “ágil, efetiva, transparente, representativa e democrática”, dizem em nota.

O Brics também reiterou que é essencial que membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) evitem medidas unilaterais e protecionistas e reconheçam o interesse de todos – cientes de que os países em desenvolvimento são a maioria na OMC.

Através do comunicado, os países reafirmaram seu compromisso com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e pontuaram preocupação com a interrupção dos esforços por conta da pandemia.

Em relação à crise no Afeganistão, os países-membros disseram estar acompanhando, preocupados, o desenrolar dos eventos. “Reforçamos a prioridade na luta contra o terrorismo, incluindo a prevenção de ataques por organizações terroristas para usar o território afegão como um santuário terrorista e liderar ataques a outros países, assim como o tráfico de drogas pelo Afeganistão”, disseram em comunicado.

O Brics enfatizou a necessidade de abordar a situação humanitária e defender os direitos humanos, incluindo os das mulheres, crianças e minorias.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.