Parfin lança solução para custódia de criptoativos e terá corretora FoxBit como primeiro cliente

Com a crescente demanda de instituições e grandes corporações no mercado de Bitcoin e criptomoedas, as empresas nacionais buscam aperfeiçoar seus serviços para atender este público.

Um dos principais canais de compra e venda para grandes volumes, o mercado de balcão (OTC), também vem crescendo no Brasil com novas soluções empresariais.

Para atender a essa nova demanda, foi criada a solução Crypto Plug and Play“. Trata-se de um produto da fintech Parfin que visa facilitar o acesso a criptomoedas através do sistema financeiro.

Com a ferramenta, que funciona por meio de APIs, ou interface web customizável, as instituições conseguem oferecer a negociação de criptomoedas diretamente dos seus aplicativos. 

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil, a Foxbit, será a primeira companhia a implementar a solução.

Conforme informou a empresa, ao aderir à solução, pretende-se ganhar eficiência e aumentar o volume de negócios na mesa de balcão. Além disso, a Foxbit quer atrair investidores institucionais que desejam ganhar exposição a criptomoedas.

“Essa parceria com a Parfin é fundamental para todos os nossos clientes da mesa. Além da agilidade e autonomia para suas operações por conta própria. Tudo será realizado em uma área específica, exclusiva e de forma automatizada. Ainda neste ano vamos trazer outras novidades para os nossos clientes, além dos preços diferenciados”, analisou João Canhada, CEO da Foxbit.

Bitcoin OTC

De acordo com a Parfin, o produto fornece uma infraestrutura segura para a gestão e custódia institucional. Ademais, detém a certificação da auditoria SOC2 (System and Organization Controls) pela Ernst & Young.

A solução também adota em normas da regulação de custodiante de criptoativos em conformidade com as regulações internacionais.

“O Crypto Plug and Play chega para conectar, de ponta a ponta, investidores institucionais com os criptoativos. É uma ferramenta robusta, que garante transparência e proteção em todos os seus procedimentos”, comentou Marcos Viriato, CEO da Parfin.

A fintech destaca ainda que já possui diversos clientes no produto Portfolio Management. Ao todo, os ativos sob gestão passam de R$300 milhões. A empresa disse que deve superar a marca de R$ 1 bilhão até o fim do ano.

“Além do recente lançamento com a Foxbit, a solução está em fase de implementação com diversos clientes. Isso inclui instituições financeiras e outras empresas do mercado de balcão em criptomoedas, como clientes internacionais”, finalizou.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.