Parque Tecnológico de São José dos Campos vai desenvolver pesquisas para uso de 5G na indústria


A parceria conta com as empresas Claro, Embratel e Ericsson. Com o projeto, São José dos Campos pode ser uma das primeiras cidades do país a utilizar a tecnologia 5G. Parque Tecnológico de São José dos Campos vai ter programa de testes com tecnologia 5G
José Aparecido/PMSJC
O Parque Tecnológico de São José dos Campos firmou uma pareceria com as empresas Claro, Embratel e Ericsson, para o desenvolvimento de soluções 5G para o mercado empresarial, em áreas como saúde, educação e agronegócio.
A parceria foi confirmada nesta quinta-feira (9). Segundo as companhias, juntas vão criar um ambiente de teste e desenvolvimento para pesquisas no espaço. No escopo do projeto, a Ericsson é responsável pela instalação da infraestrutura 5G, enquanto a Claro concederá a frequência e equipamentos móveis. O conhecimento estratégico do mercado será inserido pela Embratel, permitindo que as empresas envolvidas possam criar e testar soluções dentro do Parque Tecnológico.
Com o projeto, São José dos Campos pode ser uma das primeiras cidades do país a utilizar a tecnologia 5G. A administração do Parque Tecnológico estima que, inicialmente, ao menos 20% de suas empresas parceiras executem testes com a tecnologia 5G. Hoje, a instituição conta com mais de 300 corporações e start-ups vinculadas a programas de desenvolvimento.
De acordo com Marcelo Nunes, diretor geral do Parque Tecnológico, a parceria também busca atrair empresas de fora para testarem soluções com a tecnologia na cidade. O diretor aponta que as companhias envolvidas na parceria devem criar um edital para chamamentos públicos, para que empresas interessadas se inscrevam e possam participar do projeto.
“A nossa região conta com muitas empresas dentro da Indústria 4.0. A ideia da parceria é atrair essas empresas e aplicar as soluções 5G para atender seus propósitos com métodos inovadores”, explica Marcelo.
Ainda segundo Nunes, o primeiro projeto deve ser lançado oficialmente no final de setembro, mas a ideia é que inicialmente todo o Parque Tecnológico seja iluminado com a tecnologia 5G, pelo alcance da frequência e a interconexão entre os equipamentos, apresentando um exemplo prático de como as soluções 5G são inovadoras e permitem grandes avanços na indústria.
Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.