PCGO apura “tribunal do crime” em caso de cadáver jogado na rua em Goiânia

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu na quarta-feira (8/9) mais um casal suspeito de envolvimento na morte do homem que teve o cadáver abandonado na rua, em Goiânia, na manhã do dia 20/8.

Com essa nova prisão, já que um outro casal havia sido preso no dia do crime, aumenta a suspeita da investigação de que a vítima tenha passado por uma espécie de “tribunal do crime”.

O morto, identificado como Hélio Márcio Batista, teria sido alvo de uma premeditação feita pelos casais. De acordo com a polícia, ele teria se envolvido com uma mulher comprometida, fato que motivou o assassinato com um tiro na cabeça.

Veja imagens do dia em que o cadáver foi abandonado:

O vídeo mostra um homem e uma mulher, em plena luz do dia, parando um veículo de passeio em uma rua do Jardim América. O casal abre a tampa traseira e retira um volume, abandonando-o em plena via pública. O volume, no caso, era um cadáver.

O casal que aparece no vídeo abandonando o corpo, identificado como Nilson e Bárbara, foi preso em flagrante. Com o desenrolar da investigação, a polícia chegou a esse novo casal preso na quarta, e que teria, não só presenciado, mas ajudado na articulação do assassinato.

De acordo com a apuração, os investigados teriam passado a noite usando drogas e ligaram para a vítima, tarde da noite. A essa altura, todos já sabiam que Hélio teria se envolvido com uma das mulheres que estavam no local.

O homem teria sido atraído para a residência em que os casais estavam. A polícia apurou que o relacionamento dele com a mulher comprometida era recente e tinha cerca de três meses.

Suspeita de “tribunal do crime”

Hélio foi interpelado no local e assassinado com um tiro na cabeça. Tudo ocorreu, supostamente, na frente de duas crianças pequenas, segundo a polícia.

“Os interrogatórios colhidos até o momento apontam para a possibilidade dos investigados terem criado um tribunal do crime no dia do fato, já que todos questionavam a situação da vítima ter se envolvido com uma das mulheres que estavam no local”, diz o texto de nota divulgada pela PCGO.


0

Abandono e fuga

Após o homicídio, Nilson e Bárbara encarregaram-se de levar o corpo no porta-malas do carro e abandoná-lo na rua C-177, no Jardim América, região Sul de Goiânia. Toda a ação, no entanto, foi registrada por câmeras de segurança, que auxiliaram na elucidação no crime.

O outro casal envolvido fugiu para uma cidade do interior de Goiás e estavam foragidos. O homem e a mulher retornaram para Goiânia, nos últimos dias, e foram, enfim, detidos.

casal preso por homicídio no jardim américa, em goiânia
Momento da chegada do novo casal preso na Delegacia de Investigação de Homicídios, em Goiânia

As diligências seguem em andamento, pois existem outros suspeitos de participação no crime. O inquérito deve ser concluído nos próximos dias.

O post PCGO apura “tribunal do crime” em caso de cadáver jogado na rua em Goiânia apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.