Pequena agricultora produz café premiado e consegue pagar faculdade do filho: ‘É um orgulho’


O Café da Luci nasceu há seis anos, quando Luciene Mota se arriscou na produção de cafés especiais. ‘Tudo o que a gente conquistou, a nossa casa, foi o café que trouxe’. Pequena agricultora produz café premiado e consegue pagar faculdade do filho
O café sempre esteve presente na vida da produtora rural Luciene Mota. O Globo Repórter de sexta-feira (10) mostrou que foi só há seis anos que ela se arriscou na produção de cafés especiais. Nasceu o premiado Café da Luci. São oito mil pés que enchem três plantações.
“Tudo o que a gente conquistou, a nossa casa, ter uma qualidade de vida melhor, foi o café que trouxe isso para gente”, conta.
O Café da Luci nasceu há seis anos, quando Luciene Mota se arriscou na produção de cafés especiais
Globo Repórter/ Reprodução
João Mateus da Silva, filho de Luciene, enxerga no cafezal o futuro: “Quero levar adiante esse negócio de café especial”, afirma o estudante de 15 anos.
A produtora rural comemora o fato de poder dar uma vida melhor para o filho: “Eu sendo produtora e tendo o meu filho numa universidade… Eu falo que para mim é um orgulho (…). É muito emocionante”.
Luciene quer mais: “Não achava que ia chegar até onde cheguei. Mas acredito que posso ir muito além ainda”.
Luciene Mota com a família
Globo Repórter/ Reprodução
A produtora rural comemora o fato de poder dar uma vida melhor para o filho
Globo Repórter/ Reprodução
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.