PF investiga quem financiou fuga de Zé Trovão e jatinho de aliado de Trump

Foragido, Zé Trovão volta a desafiar Moraes
Zé Trovão. Foto: Reprodução

A Polícia Federal investiga quem financiou a fuga de Zé Trovão. Foragido da Justiça, ele foi localizado no México. A corporação quer saber como ele custeou as despesas com passagens e diárias de hotel. O bolsonarista teve suas contas bancárias bloqueadas.

Os agentes conseguiram identificar seu paradeiro a partir de um copo de café com a logomarca da Cielito Querido Café, do Panamá. A paisagem de fundo também ajudou a descobrir o local, segundo o Valor.

Ele deixou o Brasil em 27 de agosto, antes da ordem de prisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Embarcou em voo para o Panamá e lá, posteriormente, pegou um avião para o México.

Leia também:

1 – Jair e Eduardo Bolsonaro se reúnem com ex-assessor de Trump

2 – Assim como Sara Winter, bolsonarista foragido será abandonado por Bolsonaro

PF investiga jatinho de aliado de Trump

A delegada da PF que atua no inquérito também apura a relação da vinda de Jason Miller ao Brasil. Ela está na cola do jatinho usado pelo aliado de Donald Trump. Ele foi abordado pela corporação e obrigado a depor, mas decidiu ficar em silêncio.

O empresário dos EUA veio ao país, inicialmente, para divulgar a plataforma Gettr, uma rede social da extrema-direita. Ela foi criada após Trump ser banido do Facebook e do Twitter.

A Polícia Federal ainda conta com colaboração de autoridades americanas para apurar o financiamento da viagem de Miller ao Brasil.

Recuo de Bolsonaro é para dissociá-lo do caso Zé Trovão

A nota em que Bolsonaro arrega para o STF foi motivada pelo avanço no caso Zé Trovão. Segundo fontes que acompanham o inquérito que investiga o financiamento de atos golpistas, Moraes achou mais uma evidência do envolvimento do presidente no apoio das manifestações.

Por isso, Temer foi chamado para tentar afastar a imagem do presidente da nova evidência encontrada pelo magistrado. Carlos Bolsonaro também está envolvido no caso.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.