PIB do RS sobe 2,5% no 2º trimestre e fica acima do índice nacional


Alta foi puxada pela agropecuária. No mesmo período, Produto Interno Bruto do Brasil caiu 0,1%. No acumulado do ano, produção subiu mais de 16% no estado. Agropecuária obteve os melhores resultados do trimestre no RS
Reprodução/RBS TV
O Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul subiu 2,5% do primeiro para o segundo trimestre deste ano, conforme divulgou o governo do estado nesta quinta-feira (9). A alta do PIB gaúcho contrasta com os números do Brasil. No mesmo período, o país caiu 0,1%.
Os dados são do Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). Na avaliação da coordenadora da Divisão de Análise Econômica do DEE, Vanessa Sulzbach, a agropecuária puxa a recuperação do PIB gaúcho.
“A agropecuária pesa bastante no segundo trimestre e vem crescendo em cima do primeiro trimestre, quando já foi positivo”, destaca.
O titular da SPGG, Cláudio Gastal, ressalta que os números foram impactados pela base baixa de 2020. Além disso, o secretário fez ressalvas a questões como a crise atual.
“Estamos vivendo um momento de algumas variáveis, como a própria questão da inflação, o ambiente econômico e o ambiente político do país, que podem nos levar a algum tipo de solavanco. Mas acreditamos que a gente tem boas notícias de recuperação”, aponta.
No acumulado do ano, o RS observou crescimento de 16,2%, frente alta de 6,4% no país como um todo. A pesquisadora ainda aponta que a recuperação dos impactos da estiagem e a produção industrial são os principais destaques para o crescimento no ano. Ainda assim, no recorte do trimestre, a indústria, por exemplo, teve queda.
“Os resultados do segundo trimestre e do acumulado do ano são reflexos da recuperação da forte estiagem que atingiu o estado durante os meses de verão em 2020, que tiveram consequências significativas sobre a produção agrícola gaúcha. No acumulado do ano, ainda temos o bom desempenho da indústria gaúcha, sobretudo nos primeiros meses do ano”, afirma Sulzbach.
PIB do RS cresce 4% no 1º trimestre
PIB por setor
Na avaliação entre o primeiro e o segundo trimestre, a agropecuária subiu 5,6%. A indústria apresentou queda no RS, com redução de 4,6%. Já o setor de serviços cresceu 1%.
Dentro de cada área, a indústria extrativista mineral e a construção cresceram, enquanto a indústria de transformação e os setores de energia, água, esgoto e limpeza urbana tiveram queda no PIB.
“A construção civil demorou um pouco mais para retomar, para se recuperar, demorou mais que a indústria de transformação. Agora, no segundo trimestre, ela manteve a recuperação que já tinha iniciado no primeiro”, diz Vanessa Sulzbach.
Nos serviços, houve alta no PIB de comércio, transportes, informação e atividades imobiliárias. Já os campos de finanças e seguros, além da administração pública, apresentaram redução na produção.
2020 x 2021
Na comparação entre o segundo trimestre de 2020 com o mesmo período de 2021, os resultados são mais expressivos. O PIB da agropecuária subiu 103,7%. A indústria cresceu 21,2%. Já os serviços tiveram alta de 9,3%.
A diferença se dá em razão da retomada da produção, uma vez que o segundo trimestre de 2020 foi impactado pelas primeiras restrições motivadas pela pandemia de Covid-19.
Os destaques do período são as produções de soja, máquinas e equipamentos, calçados, produtos de metal, além das vendas de veículos, artigos de uso pessoal e doméstico, roupas e calçados.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.