Pimentão, abobrinha e pepino: preços das hortaliças disparam em agosto com geadas


Consumidor passou a pagar até 20% a mais por alguns legumes, mostram dados do IBGE. Limão, laranja, alface e repolho também subiram. Pimentão é o item que apresentou a maior variação, de acordo com o Procon
Cid Barbosa/SVM
Os preços hortaliças dispararam em agosto em relação a julho após os efeitos das geadas e o consumidor passou a pagar até 20% a mais por alguns alimentos.
É o caso, por exemplo, das altas registradas no pimentão (32,87%), abobrinha (31,22%) e pepino (23,09%), mostra o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), que mede a inflação oficial do país, divulgado nesta quinta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O preço da batata-inglesa (19,91%) também subiu na casa dos dois dígitos em agosto em relação a julho, enquanto o tomate (3,85%) teve uma alta menor. Dentre as folhosas, os destaques ficaram com, alface, que subiu 8,81%, e com o repolho, que aumentou 12,8%.
Segundo o analista do IBGE André Almeida, as geadas tiveram influência nas altas de preços dos legumes, frutas e verduras pelo fato de esses alimentos serem “mais sensíveis às variações climáticas”.
Já frutas como limão (23,8%) e laranja-lima (11%) tiveram um impacto adicional da seca, informou Margarete Boteon, professora e coordenadora do Projeto Hortifruti Brasil, do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).
Veja a seguir os produtos agrícolas que mais subiram em agosto, em relação a julho:
Pimentão: 32,88%
Abobrinha: 31,22%
Limão: 23,79%
Pepino: 23,09%
Batata-inglesa: 19,91%
Tangerina: 13,81%
Repolho: 12,8%
Laranja-lima: 11%
Alface: 8,81%
Melancia: 7,53%
Café: 7,51%
Banana-prata: 5%
Açúcar refinado: 4,58%
Frango em pedaços: 4,47%
Tomate: 3,85%
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.