PMSC acredita que traficantes deixarão de faturar R$ 10 mi após apreensão histórica

Já considerada uma das maiores apreensões de drogas sintéticas do Brasil, a estimativa da PMSC (Polícia Militar de Santa Catarina) é que com o material interceptado em operação, no final da noite desta quarta-feira (22), os bandidos deixaram de faturar algo em torno de R$ 10 milhões.

Uma verdadeira fábrica de drogas sintéticas foi descoberta pela PM e 230 mil comprimidos de ecstasy foram apreendidos pela PM em Imaruí, no Sul de SC – Foto: Divulgação/PM

Foi no final da noite desta quarta-feira que os PMs, em operação contra o o tráfico de drogas, descobriram uma espécie de fábrica de drogas sintéticas em um sítio. A localidade, afastada da zona urbana, foi descoberta entre os municípios de Paulo Lopes e Imaruí.

O trabalho que invadiu a madrugada desta quinta já é considerado um dos maiores de todo o País a partir do material apreendido. Quatro pessoas foram presas em flagrante e foram encaminhadas aos procedimentos padrões, junto a Polícia Civil.

Confira o que foi apreendido no trabalho policial:

  • 230 mil comprimidos de ecstasy
  • 66.520 mil micro-pontos de LSD
  • 48kg de MD
  • Insumos para a produção das drogas

Foram detidos quatro homens e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil para realização dos procedimentos cabíveis

Preço milionário no varejo

No entendimento do tenente-coronel da PMSC Luís Carlos dos Santos, comandante da Guarnição Especial de Imbituba, a importância do trabalho desencadeado pela polícia está nos prováveis números: estima-se que, a partir do que foi apreendido, os criminosos poderiam transformar os entorpecentes em aproximadamente R$ 10 milhões.

Confira, em vídeo, o entendimento do comandante dos trabalhos:


Vídeo do Tenente-Coronel Luís Carlos dos Santos, sobre a apreensão de drogas na divisa entre Paulo Lopes e Imaruí – Vídeo: PMSC/divulgação

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.