Polícia procura mulher que torturou a própria filha em BH

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) procura, em Belo Horizonte, uma mulher de 35 anos condenada pela Justiça por torturar a própria filha. O crime foi praticado em 2016, quando a adolescente tinha 13 anos. A prisão preventiva foi decretada nesta semana. 

Segundo o delegado Diego Lopes, laudos apontaram que a garota foi violentamente espancada e amordaçada.
 “A criança apresentou lesões por todo o corpo. Ela não correu risco de morrer, mas tinha muitos hematomas em função das agressões e das amarrações. Tudo isso foi pra dentro do inquérito e a gente conseguiu demonstrar que ela não foi vitima só de agressões ou de um crime de lesão corporal e sim de um crime muito mais grave, que é de tortura que, inclusive, é imprescritível”, disse.
Ainda segundo o policial, a vítima tem longo histórico de violência familiar. A mulher é viciada em drogas e tem várias passagens por tráfico e roubo. A suspeita é de que, agora, ela esteja em situação de rua. 
A foragida vivia em um aglomerado da Zona Sul da capital e fugiu do local, pois estava sendo ameaçada por traficantes. 
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.