Por onde andou Waguinho Dias desde o título da Série D com o Brusque em 2019

Waguinho Dias ficou marcado para sempre na história do Brusque com o título da Série D do Campeonato Brasileiro, conquistado na Arena da Amazônia em uma final épica contra o Manaus, diante de mais de 44 mil pessoas. Ele retorna ao clube depois de quase dois anos e passagens por cinco clubes diferentes.

Desde que deixou o quadricolor, o técnico esteve muito próximo de repetir o sucesso com o arquirrival, Marcílio Dias, mas caiu na decisão pelo acesso à Série C. Teve passagens muito curtas no Criciúma e no Penapolense-SP, e foi demitido com bons números no América-RN e no Uberlândia.

• Quer receber notícias sobre o Brusque Futebol Clube e o esporte da região no seu WhatsAppClique aqui e entre no novo grupo do jornal!

Criciúma, América-RN e Penapolense

Waguinho deixou o Brusque após o fim da Série D para assumir o Criciúma na Série B de 2019. Ficou no Tigre por quatro semanas, com dois empates e três derrotas.

Em outubro de 2019, o treinador assumiu o América-RN, já em pré-temporada para 2020. Foi demitido com bons números:  seis vitórias, um empate e duas derrotas em nove jogos. As derrotas foram sofridas em clássicos contra o ABC e foram decisivas para sua saída

Já no segundo semestre de 2020, Waguinho Dias assumiu o Penapolense, tentando, nas rodadas finais, evitar o rebaixamento da equipe à terceira divisão do Campeonato Paulista. Com duas derrotas e um empate, a Pantera da Noroeste foi rebaixada no último lugar.

Marcílio Dias

O treinador voltou ao Marcílio Dias em 2020, equipe pela qual disputou a Série D do Campeonato Brasileiro e a Copa Santa Catarina. Levou o Marinheiro às quartas de final na melhor campanha do clube na competição. No entanto, perdeu o acesso à Série C com uma goleada de 5 a 0 sofrida para o Altos-PI no jogo de volta, fora de casa. Na Copa Santa Catarina, caiu nas semifinais para o Concórdia e não continuou para a temporada 2021. Fez 20 jogos pelo Marcílio Dias.

Uberlândia

Seu último trabalho foi com o Uberlândia-MG, clube do qual foi demitido no final de junho. Waguinho livrou o time do rebaixamento à segunda divisão mineira, e teve sua passagem encerrada ao fim da quarta rodada da Série D. Ao todo, teve 10 jogos, com quatro vitórias, três empates e três derrotas. Inicialmente, a diretoria do Uberlândia afirmou que a saída foi um acordo, mas o técnico desmentiu afirmando que a decisão havia sido unilateral por parte do clube.

Pelo Brusque

Waguinho Dias é o 20º técnico com mais jogos na história do Brusque: são 17 partidas, com nove vitórias, quatro empates e quatro derrotas; o time fez 31 gols marcados e 15 sofridos.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

The post Por onde andou Waguinho Dias desde o título da Série D com o Brusque em 2019 appeared first on O Município.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.