Prado Bairro-Cidade se consolida como referência em Novo Urbanismo na Região Sul

Com a pandemia, cresceu exponencialmente a busca por casas amplas, com espaços ao ar livre e proximidade com o verde. As residências passaram a ter escritórios entre seus ambientes a partir da ampla adoção do trabalho remoto.

Mas tudo isso já estava presente em um movimento que surgiu nos Estados Unidos, na década de 80: o Novo Urbanismo. Seu grande propósito é gerar qualidade de vida, reunindo em um único espaço os elementos essenciais ao dia a dia.

Na prática, possibilita às pessoas que possam morar, trabalhar, estudar, divertir-se e aproveitar a natureza sem necessidade de grandes deslocamentos. Uma tendência que vem ganhando ainda mais força desde o ano passado.

Um empreendimento que segue à risca essas características se consolidou como referência na região do Sul: o Prado Bairro-Cidade.

Situado na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o projeto foi lançado em 2017. E, há alguns meses, já recebeu seu primeiro grupo de moradores. As obras avançam de forma acelerada. Quando todas as fases do empreendimento estiverem concluídas, serão 25 mil pessoas em 6 mil unidades habitacionais, convivendo em uma área de 350 hectares com bairros multiuso e privados.

O Prado foi desenhado para privilegiar as pessoas, buscando proporcionar interação social, atividades esportivas e momentos de contemplação em meio a áreas preservadas de mata nativa. O empreendimento fica em Gravataí (RS), a apenas 15 minutos do Aeroporto Internacional Salgado Filho.

“O conceito faz do Prado um lugar único. Temos a questão urbanística orientada para um meio mais natural e a convivência das pessoas, um bairro organizado para ser autônomo”, observa Carlos Gerdau Johannpeter, um dos sócios do empreendimento, que é o primeiro bairro-cidade do Rio Grande do Sul.

Mesmo com os grandes desafios econômicos dos últimos anos, agravados pelo cenário de pandemia, o Prado venceu duas importantes etapas.

Seu primeiro bairro com acesso controlado, o Prado los Álamos, já está pronto para construir e morar. E no Prado Ciudadela, localizado no espaço multiuso e com perfil mais comercial, já foram iniciadas as obras para seu desenvolvimento urbano. Os investimentos na infraestrutura das duas áreas somam R$ 64 milhões.

CONEXÃO

Entre outras operações, haverá uma unidade do Colégio Sinodal, referência nacional em educação e que, há mais de cinco anos, possui a melhor média de aprovação no ENEM.

As obras estão 90% concluídas, e a escola deve iniciar o ano letivo de 2022 com mais de 300 alunos. A estrutura soma 37,5 mil metros quadrados.

De acordo com Cláudio Luiz Brueckheimer, CEO do Prado, a infraestrutura do bairro-cidade responde ao estilo de vida desejado pelas famílias modernas:

“Com a pandemia, essa tendência ganhou mais força. As pessoas valorizam a conectividade, viver o bairro a pé, aproveitar a estrutura e o cuidado com o meio ambiente”.

SANTA CATARINA

O Prado Bairro-Cidade possui uma ligação especial com Santa Catarina: o projeto foi desenvolvido pela empresa norte-americana Keystone DDG, que assinou o Cidade Pedra Branca, em Palhoça.

O empreendimento é considerado um case de sucesso do Novo Urbanismo. Começou a ganhar vida em 2013. Hoje, já totaliza mais de 40 mil residentes.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.