Presidente da SBIm critica retrocesso no cenário de vacinas do Brasil

A situação vacinal do Brasil contra a pandemia pelo novo coronavírus foi um dos principais temas da abertura da 23ª edição da Jornada Nacional de Imunizações, que vai até o próximo sábado (11/09). O evento da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim) será transmitido pela plataforma da entidade na internet e terá a participação das principais referências em saúde do Brasil, além de convidados e palestrantes internacionais.

Na abertura do evento, o médico Juarez Cunha, à frente da presidência da SBim desde janeiro deste ano, reforçou que a vacinação atua diretamente na erradicação das doenças. “As campanhas de vacinação ajudam a reduzir a contaminação e o desenvolvimento das doenças desde a década de 70. Os brasileiros, desde então, confiam nas vacinas. Hoje temos novas plataformas para a produção de imunobiológicos e reconhecimento de novas substâncias de proteção à vida. Precisamos manter esse padrão”, afirmou.

Cunha também chamou a atenção para um “retrocesso” no cenário nacional de imunizações. Segundo ele, o Brasil apostava nas campanhas de vacinação, mas houve uma mudança no perfil e na frequência dos eventos que, aliada à falta de capacitação dos profissionais e baixo engajamento por parte dos médicos quanto à importância dos imunizantes, tem afetado a procura e confiança dos brasileiros nas vacinas.

Com o tema “Vacinação pela vida”, a jornada deste ano vai discutir estratégias de imunização (contra Covid e outras doenças) no país, status das doenças infecciosas no Brasil e no mundo, além de oferecer atualização profissional disponível no mercado de imunização.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:


0

O post Presidente da SBIm critica retrocesso no cenário de vacinas do Brasil apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.