Procon vai fiscalizar aumento no preço dos combustíveis em Joinville

Joinville, no Norte de Santa Catarina, viveu cenas de caos na quarta-feira (8) e que se repetem ainda nesta quinta (9). Filas gigantes se formaram nos postos de combustíveis da cidade, com consumidores aflitos para garantir o produto em meio às manifestações dos últimos dias.

Motoristas fazem filas nos postos de combustíveis em Joinville – Foto: Camila Scottini

E diante de tanta procura, os motoristas já perceberam o aumento no preço da gasolina. Em um dos estabelecimentos, o litro de combustível que custava R$ 5,67 até quarta passou para R$ 5,99 na manhã desta quinta, prática que pode levar à multa caso o abuso seja caracterizado.

Por isso, um dia depois do início da alta procura, o Procon de Joinville vai iniciar uma fiscalização relacionada aos preços na manhã desta quinta (9). A intenção é verificar se houve abuso em comparação com o levantamento de preços feito no dia anterior.

Além disso, uma carta de recomendação será entregue ao Sindipetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina), com orientações sobre a possibilidade de multa. Caso o abuso seja mesmo verificado, os postos podem ser penalizados com multa.

O Sindipetro informou que “não é papel institucional desta entidade estimar reajustes de preços (para mais ou para menos) nas refinarias, nas distribuidoras ou nos postos; reajustes de impostos ou quaisquer outras decisões de cunho político ou comercial”.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.