Quatro em cada dez estudantes piauienses sofreram bullying, aponta pesquisa do IBGE


A pesquisa revelou que a maioria das agressões verbais são por causa da aparência do corpo ou do rosto. 40% dos estudantes piauienses dizem ter sofrido bullying nos últimos 30 dias
Jesús Rodríguez / Unsplash
Quatro em cada dez estudantes afirmaram já ter sofrido bullying no Piauí, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira (10). Foram entrevistados adolescentes de 13 a 17 anos, de escolar públicas e privadas. As situações humilhantes relatadas ocorreram em até 30 dias antes da realização da pesquisa.
Entre os motivos apontados pelos jovens pelo qual sofreram as agressões verbais estão:
17% – aparência do corpo
10,5% – aparência do rosto
4,5% – cor ou raça
2,3% – religião
2,2% – orientação sexual
1,2% – região de origem
já 61,2% dos estudantes indicaram outras razões não especificadas no questionário.
LEIA TAMBÉM
13% dos estudantes de ensino fundamental e médio do Piauí sofreram importunação sexual, diz IBGE
‘Bullying e estupros’: investigação revela problemas na escola de ioga multinacional Sivananda
Entretanto, no âmbito da internet, o número de estudantes que sofreram bullying cai. Apenas 12% dos entrevistados informaram terem sido ameaçados, ofendidos ou humilhados em redes sociais, ou aplicativos de celular. Em relação às agressões físicas, somente 10,6% dos estudantes afirmaram terem passado por essa situação no período determinado pela pesquisa.
Por outro lado, 9,9% dos estudantes piauienses assumiram terem praticado algum tipo de violência verbal contra colegas. De acordo com o IBGE, a proporção de agressores é maior entre os homens (12,7%) do que entre as mulheres (7,4%). O número também foi maior entre estudantes de escolas privadas (14,2%) do que entre os de instituições públicas (9,2%).
Veja as últimas notícias do G1 Piauí
VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.