Restrições ao setor de Internet pesam sobre ações chinesas

(Bloomberg) — Ações de tecnologia da China caíram novamente na segunda-feira em meio aos recentes sinais do governo de Pequim para reformular empresas de Internet.

Investidores reagiram a uma informação de que o governo pretende fatiar o Alipay, uma divisão da Ant Group. Além disso, na sexta-feira, um comunicado do governo defendeu maior proteção dos direitos de trabalhadores autônomos, e o governo voltou a alertar contra o bloqueio de links de serviços rivais. O índice Hang Seng Tech fechou em baixa de 2,3%. Meituan, Alibaba e Tencent lideraram as perdas. Ações chinesas listadas nos EUA operavam em queda no pré-mercado.

Grandes operadores de plataformas devem revisar as condições de profissionais autônomos para garantir seus direitos de renda e segurança no trabalho, segundo comunicado do governo divulgado na noite de sexta-feira. O aviso veio após uma reunião entre quatro agências do governo e 10 grandes empresas com plataformas, como Meituan, Alibaba e Tencent.

A China também busca fatiar o serviço Alipay da Ant e criar um aplicativo separado para a divisão de empréstimos, segundo o Financial Times, citando pessoas a par do plano. Reguladores já ordenaram que a empresa separe o back-end da unidade de empréstimo de suas outras ofertas financeiras e traga acionistas externos.

“Acredito que o mercado ainda está buscando o piso das ações chinesas de Internet”, disse Fan Cheuk Wan, diretora de investimentos para Ásia de private banking e gestão de patrimônio no HSBC, em entrevista à Bloomberg TV. “O aperto regulatório ainda não acabou, acreditamos que o mercado continuará volátil, as empresas ainda estarão muito sensíveis às notícias.”

Autoridades chinesas pediram a empresas de Internet que corrijam irregularidades em várias reuniões nas últimas semanas, embora tenham evitado medidas muito rigorosas, como no final de julho, quando proibiram que provedoras de aulas particulares tenham lucro.

Na segunda-feira, o maior regulador de tecnologia do país alertou empresas do setor contra o bloqueio de links de serviços rivais, reafirmando a ordem para que gigantes online, como Tencent e ByteDance, removam bloqueios em suas plataformas.

“Em geral, acho que as políticas recentes se suavizaram, já que não têm um impacto drástico nos fundamentos dessas empresas”, disse Steven Leung, diretor executivo da UOB Kay Hian (Hong Kong). “Ainda assim, não está ajudando a restaurar a confiança do mercado.”

O índice Hang Seng do setor de tecnologia acumula baixa de 22% este ano, mas se recuperou cerca de 12% em relação à mínima de agosto.

Conheça o plano de ação da XP para você transformar os desafios de 2022 em oportunidades de investimento.

The post Restrições ao setor de Internet pesam sobre ações chinesas appeared first on InfoMoney.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.