Retailtech: o impacto das startups no varejo

Uma vertente tão importante de nosso mercado, ganha potencialização e otimizações para entregar mais do que sempre apresentou em nossa economia. Tudo, vindo das retailtechs.

As retailtechs são empresas que desenvolvem soluções para o mercado varejista- Foto: Divulgação/Condor Connect

O mercado varejista representa cerca de 26% de nosso Produto Interno Bruto (PIB). E pode através dos meios digitais fortificar ainda mais o seu ecossistema. Com a tecnologia em mãos, o varejo abre um novo canal de vendas e relacionamento com seu público. De forma rápida e eficiente, o varejo online permite que o consumidor tenha uma maior experiência e contato com os produtos ofertados a ele.

Nessa nova era do varejo, o cliente é quem mais ganha! Claro, o varejista também, com mais canais de compras abertos, mais lucros irão entrar. Mas, como cliente vem primeiro, ele é quem sairá mais beneficiado. Hoje e cada vez mais, o consumidor poderá encontrar seus produtos de forma híbrida, tanto no online, quanto no físico.

Não só com a intenção de prover de uma experiência mais completa seu cliente, mas também para sempre estar entregando a ele o melhor de seu varejo. Com a implementação do digital a sociedade, a economia e também ao varejo se transformam, fazendo com que todo o ecossistema seja revolucionado diante do uso da tecnologia.

E para ajudar nessa transformação nascem as retailtechs. Com o mesmo ar de revolução, essas startups trabalham para evoluir o mercado varejista, aumentar a produtividade, melhorar a experiência do consumidor e também, dar apoio ao empreendedor varejista.

Retailtech e empresas comuns de varejo, o que as diferencia?

Antes de mais nada, o varejo terá que aceitar que os dois meios agradam o público e podem atrair bons resultados. Embora, as empresas “comuns” de varejo, se diferenciam das retailtechs pelo poder tecnológico que essas startups possuem.

Esse poder ainda leva consigo o que a maioria das startups proporcionam; soluções rápidas e com baixo custo de execução. Muito mais do que algumas tecnologias, essas ferramentas dão poder para as startups e colocam elas sempre um passo à frente em relação as empresas comuns de varejo, pois a tecnologia permite que elas estejam sempre vivendo atualizações constantes.

O passo dado à frente de agora, foi através do e-commerce. Reajustou a forma como o varejo atingia seus clientes e também pode apresentar a varejistas e seus empreendimentos o quanto essa ferramenta é valiosa.

Diante da pandemia, o e-commerce apresentou uma excelente performance. De acordo com o relatório Webshoppers da Ebit/Nielsen. O e-commerce faturou R$ 49, 9 bilhões no ano de 2020, representando um crescimento de 78% com relação ao ano anterior, sem a pandemia.

Os desafios de empreender no Brasil existem tanto para Retailtechs, quanto para empresas comuns de varejo?

Criar um empreendimento seja ele uma startup ou empresa comum, é estar pronto para enfrentar a burocracia em pessoa. Sem dó, ela testará todos seus limites e duvidará de suas capacidades.

São inúmeros os desafios e dificuldades, pois vivemos em um país que empreender não é fácil – Khristian Almeida– CEO e Fundador da PocketGo

Além da falta de bons investimentos, alguns empreendedores sofrem com diversos problemas para iniciar seu negócio. O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), relatou recentemente que em média as empresas gastam mais de 2.000 horas para vencer questões burocráticas do país.

Outro dado preocupante e desanimador é com relação ao tempo em que o Brasil gasta calculando e pagando tributos. O jeitinho brasileiro de perder tempo e dinheiro, coloca nós, como o país que mais perde tempo com essa prática.

Ainda assim, o território brasileiro é fértil para a plantar sua startup ou empresa. As burocracias são só mais uma pedra no sapato do empreendedor. Faça como muitos, use a tecnologia como arma e persista em seus objetivos.

Quer saber mais? Assista nosso bate-papo completo

Retailtech: o impacto das startups no varejo

Retailtech: o impacto das startups no varejoCom a participação de Kristhian de Almeida Santos

Posted by ND Mais on Friday, September 10, 2021

Ou se preferir, ouça como podcast

Está idealizando sua startup ou quer acelerar seu crescimento, entre em contato com a aceleradora Condor Connect através do e-mail oi@condorconnect.com.br. Aqui seus projetos e ideias são avaliados por especialistas de mercado, e você pode fazer parte do programa de mentoria para sua startup. Não perca a chance de fazer acontecer!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.