Reunião pode decretar volta do público na Série B do Brasileirão; entenda

Após a liberação do público para jogos de competições estaduais em Santa Catarina a partir do dia 15 de setembro, uma reunião na próxima sexta-feira (17) pode ser decisiva para o retorno dos torcedores aos estádios também na Série B do Campeonato Brasileiro.

Reunião pode sacramentar volta do público também na Série B do Brasileirão – Foto: Marco Santiago/Arquivo/ND

Isso porque um encontro entre os clubes da competição e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) pode sacramentar a volta dos torcedores já a partir da 25ª rodada.

Com isso, Avaí e Brusque, os representantes catarinenses na segundona, teriam seus torcedores de volta às arquibancadas. Ambos os clubes já se mostraram favoráveis ao retorno.

De acordo com o presidente do Avaí e da ANCF (Associação Nacional de Clubes de Futebol), Francisco Battistotti, os representantes dos clubes que disputam a competição definiram, em uma primeira reunião no dia 8 de setembro, que a retomada do público “se dará a partir do momento em que pelo menos 80% dos municípios tiverem liberação por parte das autoridades sanitárias”.

“Se conseguirmos que 80% dos municípios de clubes participantes tenham liberado, a tendência é começarmos imediatamente a partir da 25ª rodada no dia 19 ou 21 [de setembro]. Caso não tenha, iremos segurar para a próxima. Os protocolos e capacidade também serão discutidos”, explica Battistotti.

Estádio Augusto Bauer, em Brusque – Foto: Reprodução/Instagram

Caso aconteça a liberação, a tendência é que o Avaí tenha público na Ressacada contra o Goiás, no dia 21 de setembro, e o Brusque reencontre sua torcida no dia 24 de setembro, quando recebe o Vasco no Augusto Bauer.

Polêmica com clube mineiro

A meta de 80% de cidades que permitam presença de torcedores foi aceita “por maioria de votos”, segundo nota divulgada pela CBF. Vale ressaltar que o Cruzeiro conseguiu um liminar na Justiça e vem mandando seus jogos com público. Os clubes de Goiás também receberam autorização das prefeituras para receber torcedores.

A ação do clube mineiro provocou irritação nos demais 19 times que entendem a situação como injusta e que causa “desequilíbrio técnico”.

Torcida do Cruzeiro no estádio em jogo do clube na Série B – Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

A ANCF protocolou, na última sexta-feira (10), junto ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), uma liminar solicitando a proibição da realização das partidas da Série B com a presença de público.

Com a autorização da Prefeitura de Goiânia, Goiás e Vila Nova acionaram o STJD para terem público em seus jogos. Quem também acionou o Tribunal foi o Confiança.

Copa Santa Catarina

Em contato com o ND+, Battistotti se mostrou satisfeito com o retorno da torcida já nas partidas do Avaí na Copa Santa Catarina. Segundo o mandatário, o clube aguardava ansioso pela volta das pessoas à arquibancada do estádio da Ressacada.

“Lutamos muito para conseguirmos a volta do público. Só precisamos ressaltar que esses 30% que estarão nas arquibancadas respeitem criteriosamente os protocolos estipulados pelo governo do Estado, para que os estádios não voltem a serem fechados”, afirma.

Reunião na manhã desta segunda-feira (13) definiu detalhes do regramento – Foto: Secom/Divulgação

Os sócios-torcedores serão privilegiados em um primeiro momento. Caso não preencham a cota de 30% do estádio, a venda será aberta também aos torcedores “comuns”.

O Avaí encara o Marcílio Dias no próximo domingo (19) pela competição estadual, já com público no estádio Aderbal Ramos da Silva. Vale ressaltar que o Leão da Ilha usará a equipe sub-23 na competição, com o mesmo elenco que atua no Brasileirão de Aspirantes.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.