Sikêra Jr. consegue liminar que interrompe campanha da Sleeping Giants

O apresentador Sikêra Jr. conseguiu uma liminar para interromper a campanha promovida pelo movimento Sleeping Giants Brasil que pede que anunciantes deixem o Alerta Nacional, apresentado por ele. A Justiça classificou a atitude do grupo digital como “campanha de constrangimento aos anunciantes”.

O desembargador Airton Luiz Corrêa Gentil, do Tribunal de Justiça do Amazonas, determinou “aos recorridos (Sleeping Giants) a abstenção de dar seguimento à campanha de constrangimento aos anunciantes do agravante no prazo de 24 horas a partir da notificação, em face ao abuso do direito”.

O movimento contra Sikêra Jr. e o Alerta Nacional teve início após o apresentador dizer, em junho, que “gays são uma raça desgraçada”. Cerca de 150 marcas retiraram os anúncios da TV e das plataformas digitais do programa. Sikêra processou o Sleeping Giants e pediu a punição dos responsáveis e o pagamento de indenização por danos morais e materiais. A juíza Sheilla Jordana de Sales, da 1ª Vara Cível do Amazonas, negou o pedido em primeira instância.

O apresentador conseguiu reverter a decisão em segunda instância. Na decisão, o desembargador pontou que “os prejuízos financeiros ocasionados pela perseguição aos anunciantes do agravante (Sikêra) estão devidamente comprovados, bem como os agravados (Sleeping Giants) jactam-se deste comportamento ilícito”.

  • Leia também: Poder 360 lista empresários de mídia citados pelo Pandora Papers

The post Sikêra Jr. consegue liminar que interrompe campanha da Sleeping Giants appeared first on Portal dos Jornalistas.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.