Soja/Abiove: Processamento sobe 1,6% em julho; para 3,74 milhões de toneladas

São Paulo, 09/09- O Brasil processou em julho 3,74 milhões de toneladas de soja, 1,6% a mais do que em igual mês do ano passado, informou há pouco a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). A amostra representa 85% do esmagamento de soja no Brasil.

Segundo a Abiove, esta foi a quinta alta consecutiva do processamento e reflete a vigência da mistura obrigatória de biodiesel em 12% do diesel (B12) no leilão L81. “A Abiove avaliará os impactos derivados da recente decisão do CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) de reduzir a mistura para 10% (B10) no próximo leilão, o L82, quando da divulgação das estatísticas de agosto”, informou a entidade.

No acumulado de janeiro a julho de 2021, foram esmagadas 23,325 milhões de toneladas de soja pelas associadas da Abiove, 1,3% abaixo do apurado em igual período do ano passado.

Com base nas projeções de suas associadas, a Abiove aumentou sua estimativa de produção para 137,9 milhões de toneladas em 2021 (janeiro a dezembro), alta de 400 mil toneladas em relação à projeção de agosto e recorde histórico.

A entidade também reduziu sua projeção de exportações de janeiro a dezembro, de 86,7 milhões de toneladas em agosto para 86 milhões de toneladas agora. Já a previsão para as exportações foi elevada em 500 mil toneladas, de 400 mil em agosto para 900 mil toneladas agora.

Com tais ajustes, a Abiove elevou de forma significativa a estimativa de estoque final em 2021, de 4,164 milhões de toneladas em agosto para 5,764 milhões de toneladas agora.

Para farelo e óleo de soja, a Abiove manteve suas estimativas para o ano. No caso do farelo, a perspectiva é de produção de 35,539 milhões de toneladas, exportação de 16,9 milhões de toneladas, consumo interno de 17,4 milhões de toneladas e estoque final de 2,718 milhões de toneladas.

Quanto ao óleo de soja, a entidade prevê hoje produção de 9,398 milhões de toneladas, exportação de 1,2 milhão de toneladas, consumo interno de 8,7 milhões de toneladas e estoque final de 113 mil toneladas.

A entidade também citou dados do Ministério da Economia de que a exportação acumulada de soja em grão entre janeiro e agosto atingiu 72,69 milhões de toneladas, redução de 2,5% sobre igual período de 2020. No mesmo intervalo, os embarques de farelo de soja somaram 11,72 milhões de toneladas, valor em linha com o do intervalo correspondente do ano passado (11,68 milhões de toneladas). Já o volume exportado de óleo de soja cresceu 6,5%, para 1,06 milhão de toneladas.

O post Soja/Abiove: Processamento sobe 1,6% em julho; para 3,74 milhões de toneladas apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.