Suspeito de atacar ex-companheira com punhal na BA é preso; ‘É um monstro e precisa pagar pelo que fez’, diz vítima


Mulher está sob medida protetiva, mas tem medo de sair de casa e teme perder o movimento da mão direita, atingida pelos golpes Valdoelson Oliveira Silva, de 46 anos, foi ouvido e liberado
Reprodução/TV Subaé
O homem suspeito de atacar a ex-companheira Iolanda Gomes, de 49 anos, com golpes de punhal na cidade de Candeal, no interior da Bahia, foi preso na manhã deste sábado (11). Para a vítima, a prisão é sinônimo de alívio, já que ele tinha prestado depoimento para a polícia na quinta-feira (9), mas foi liberado logo em seguida.
Mulher leva mais de 20 pontos no braço após ser agredida com golpes de punhal pelo ex-companheiro no interior da Bahia
“Meu sentimento é de alívio, muito alívio, por ver sendo feita a Justiça de Deus e dos homens. Ele é um monstro e precisa pagar pelo que fez”, declarou mulher, aos prantos.
O mandado de prisão preventiva expedido contra Valdoelson Oliveira Silva, de 46 anos, foi cumprido por agentes Delegacia Territorial (DT) de Candeal. O homem está à disposição da Justiça e deve ser encaminhado para o presídio de Serrinha. Ele vai responder por tentativa de feminicídio.
Valdoelson é suspeito de agredir Iolanda com um punhal. Por causa dos golpes, a mulher levou mais de 20 pontos no braço direito e pode até perder o movimentos da mão.
Mulher denuncia ex-companheiro após ser agredida com golpes de punhal em Candeal, no interior da Bahia
Reprodução/TV Subaé
“Estou desesperada com essa possibilidade, de perder os movimentos da mão. Como que vou sobreviver?”, disse Iolanda. Ela contou que está sendo acompanhada por médicos, mas ainda precisa passar pela avaliação de outros especialistas.
A mulher vende lanches na porta da casa onde morava. Impedida de trabalhar por causa dos ferimentos, ela tem contado com a ajuda da família para se manter. Iolanda afirma que, apesar da prisão e de estar sob medida protetiva, ainda não se sente segura para voltar para o imóvel e sair na rua, pois está traumatizada.
Iolanda foi casada com Valdoelson durante quatro anos. Ela diz que essa foi a primeira vez que foi agredida fisicamente, mas afirma que constantemente era humilhada e ameaçada por ele. “Nunca pensei que ele pudesse levar isso adiante, mas agora vejo que no primeiro sinal a mulher tem que procurar ajuda”.
“Eu digo às mulheres que não se intimidem, denunciem e se afastem, porque a situação pode piorar, como aconteceu comigo. Por pouco eu não morri”.
A dona de casa relatou que o ex-companheiro deu dois golpes de punhal na direção do pescoço dela, no entanto, o braço direito foi atingido enquanto ela tentava se defender. A agressão foi cometida porque ele não aceitava o fim do relacionamento.
A delegada de Candeal, Ludmila Andrade, acrescentou que o acusado já responde processo por agredir outra ex-companheira. Na quinta-feira, quando esteve na delegacia acompanhado de uma advogado, ele admitiu as agressões contra Iolanda.
Conforme a delegada, na ocasião ele não foi preso porque não havia mandado de prisão contra ele, até então.
Mulher quase perde braço ao ser agredida com punhal por ex-companheiro na BA
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻
Ouça ‘Eu Te Explico’ 🎙
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.