Tarifa Social é apresentada aos municípios de Belmiro Braga, Eugenópolis, Laranjal e Palma


O objetivo foi sensibilizar a municipalidade para que a Tarifa Social chegue às famílias elegíveis, mas que ainda não usufruem do benefício. Imagem de arquivo mostra uma conta de água da Copasa
Reprodução/TV Integração
A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) apresentou nesta semana os detalhes da Tarifa Social para representantes da Assistência Social dos municípios de Belmiro Braga, Eugenópolis, Laranjal e Palma, que fazem parte da Gerência Regional Ubá.
De acordo com a companhia, o objetivo foi sensibilizar a municipalidade para que a Tarifa Social chegue às famílias elegíveis, mas que ainda não usufruem do benefício e, com isso, “viabilizar cidadania, saúde e bem-estar à população em situação de vulnerabilidade social”.
A Tarifa Social é um programa que visa reduzir o valor da conta de água da população carente e funciona como um mecanismo de responsabilidade social. Com a revisão tarifária em 2017, ficaram alinhadas as faixas de consumo e a tarifa fixa medida em metros cúbicos (m³), com a possibilidade de descontos na conta, que podem chegar a 50%.
O benefício pode ser solicitado por clientes com 16 anos ou mais, cadastrados no CadÚnico, que sejam chefes de família e tenham renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo. A solicitação deve ser feita no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade.
Para o cadastro é necessária a apresentação de Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Título de Eleitor, documento de identificação de cada membro da família que more na mesma casa, comprovante de renda e comprovante de residência.
Em seguida, o cliente deve agendar um horário ou acessar o site da Copasa, com RG, CPF, Folha de Resumo CadÚnico atualizada e última conta de água/esgoto do imóvel onde ele reside e se cadastrar.
VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.