Tempestade tropical Olaf causa danos materiais menores no noroeste do México

A tempestade tropical Olaf causou, nesta sexta-feira (10), danos menores na área do Pacífico norte do México, como árvores e postes derrubados, cortes de energia elétrica e transbordamentos de rios no estado de Baixa Califórnia Sul, informaram as autoridades locais.

Olaf atingiu o continente na noite de quinta, na cidade turística de Los Cabos, como um furacão de categoria 2 na escala Saffir-Simpson (até 5). Perdeu força e voltou para a categoria 1, para se tornar tempestade tropical pela manhã.

“Não temos danos à vida humana”, disse o subsecretário de Proteção Civil de Baixa Califórnia Sul, Carlos Alfredo Godínez, à emissora Milenio. “Em Los Cabos, 1.074 pessoas receberam abrigo (…). La Paz registrou 50 pessoas nos abrigos temporários”.

A AFP observou vários postes de luz, semáforos, placas, árvores e palmeiras derrubadas pelos ventos fortes, assim como cortes de energia elétrica em Los Cabos e La Paz.

A estatal Comissão Federal de Eletricidade informou que cerca de 192.000 usuários ficaram sem serviço de luz na Baixa Califórnia Sul, mas assim que o fenômeno foi embora, grupos de trabalhadores foram mobilizados para realizar os reparos.

Segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), às 18h00 GMT (15h00 no horário de Brasília) o centro de Olaf estava a 35 quilômetros de Cabo San Lazaro, com ventos sustentados de 85 e se deslocava a 19

“O centro de Olaf vai se afastar da costa sudoeste da Baixa Califórnia Sul nesta noite”, disse o NHC, com sede em Miami.

– Risco de chuvas –

Por outro lado, Olaf causa fortes precipitações nos estados costeiros de Baixa Califórnia Sul, Sinaloa e Nayarit, que “podem gerar deslizamentos, aumento do nível dos rios e córregos e transbordamentos e inundações em zonas baixas”, adverte a estatal Comissão Nacional de Águas do México.

A passagem de Olaf obrigou o fechamento de portos e terminais aéreos de Los Cabos e de La Paz permanecem fechados. Atividades públicas e privadas foram suspensas nestes municípios.

Diante do risco de inundações, um hospital público de Los Cabos, um dos destinos turísticos mais visitados do México, foi evacuado, informou a Proteção Civil estadual.

Nas últimas semanas, o país foi atingido por fenômenos meteorológicos que causaram tempestades em grandes áreas de seu território.

Chuvas intensas inundaram um hospital em Tula, no estado de Hidalgo (centro), na terça-feira (7), causando a morte de 14 pacientes de covid-19 que ficaram sem ventilação mecânica.

Ontem à tarde, as autoridades da Baixa Califórnia Sul instalaram abrigos com capacidade para receber 6.000 pessoas.

Por sua localização geográfica, o México é suscetível ao impacto de furacões.

No final de agosto, o furacão Nora tocou o solo no estado de Jalisco, no Pacífico mexicano. Um menos espanhol e uma mulher estão desaparecidos.

Também em agosto, o furacão Grace atingiu Veracruz, no leste do México, como categoria 3. Pelo menos 11 pessoas neste estado e no de Puebla (centro).

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.