Tico Santa Cruz quer constranger petistas a comparecer a ato do MBL cujo mote é “Nem Lula, nem Bolsonaro”

Pois é

Ninguém pode acusar Tico Santa Cruz de não ser insistente. 

O cantor dos Detonautas, hoje ativista de redes sociais, está tentando convencer os petistas a irem aos atos organizados pelo MBL contra Bolsonaro neste domingo.

Mas, como bom seguidor de Ciro Gomes, Tico resolveu usar uma tática controversa para fazer esse convite: atacando.

De acordo com Tico, as pessoas desse “setor” — os eleitores do PT — estão tentando “boicotar” as manifestações porque “não foram os protagonistas”.

Imagine Tico como promoter de festa, buscando convidados na base da porrada. 

O protagonismo dessa micareta é do MBL de Kim Kataguiri, Mamãe Falei, Renan Santos et caterva. É o bolsonarismo sem Jair, o fascismo de sapatênis.

A liberação da posse e do porte de armas é só uma das bandeiras em comum. Kataguiri tem como referência Benedito Barbosa, “especialista” em segurança pública que é ídolo de Eduardo Bolsonaro e cia.

Mas Tico acha que o PT é o problema.

A ideia do protesto é vitaminar uma candidatura de terceira via tirando votos de Lula, que está em primeiro lugar nas pesquisas.

Por que diabos os lulistas deveriam participar do churrasco?

Sérgio Reis basta um, Tico. 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.