Três são mortos em troca de tiros entre PM e suspeitos em carro na Região Metropolitana de Macapá


Confronto ocorreu na noite de sexta-feira (10). Polícia Civil investiga se dois deles morreram por engano. Troca de tiros ocorreu após veículo suspeito perder controle e colidir contra casa em Santana
Reprodução
Três homens foram mortos numa troca de tiros entre suspeitos em um carro e a Polícia Militar (PM), na noite de sexta-feira (10), em Santana, município que integra a Região Metropolitana de Macapá. A Polícia Civil do Amapá informou que investiga o caso para entender como ocorreu a dinâmica da abordagem e confronto.
As vítimas foram identificadas como Igor Ramon Cardoso Lobo, de 28 anos, Helkison José da Silva do Rosário, de 38 anos, e Rafael Almeida Ferreira, de 19 anos.
O caso ocorreu pouco antes das 23h, na esquina da Rua Everaldo Vasconcelos com a Avenida das Nações, no bairro Fonte Nova.
Conforme o 4º Batalhão da PM, havia a informação de que estavam ocorrendo vários roubos a residências na região do bairro Acquaville e por isso, houve um reforço no policiamento na região. Um veículo suspeito foi visto no bairro e a polícia tentou fazer a abordagem, mas houve fuga e, em seguida, perseguição.
O veículo teria praticado direção perigosa, avançando preferenciais e semáforos, e de dentro indivíduos teriam feito disparos contra as equipes. Em certo trecho, o veículo perdeu a direção e colidiu contra uma residência.
De acordo com o relato policial, somente neste momento os militares realizaram disparos porque homens armados saíram do veículo atirando.
“Dois indivíduos empreenderam fuga a pé efetuando disparos contra as equipes. Que ao ser cessada a injusta agressão, foi solicitado apoio do socorro de emergência via central de operações. Informo que onde o veículo colidiu trata-se de lugar com baixa luminosidade, com árvores e depreciação no solo. […] A ambulância do Samu constatou o óbito de três pessoas e prestou socorro a um indivíduo por nome Patrick que foi conduzido para ao H.E. para atendimento médico”, descreve o 4º BPM.
A perícia da Polícia Técnico-Científica (Politec) durou cerca de 3 horas no local do confronto.
O delegado Victor Crispim, da 1ª Delegacia de Polícia de Santana, acompanha o caso e realizou, na manhã deste sábado (11), diligências e oitivas com testemunhas e militares envolvidos na ocorrência. A ideia é apurar como as mortes ocorreram. Ele vai falar sobre o caso somente na segunda-feira (13).
A PM acrescentou que no local apreendeu o carro suspeito, uma arma de fogo calibre .38, duas munições deflagradas e outras 3 intactas.
Helkison José da Silva do Rosário, de 38 anos, e Rafael Almeida Ferreira, de 19 anos, foram mortos durante confronto
Divulgação
Nas redes sociais, houve uma comoção de pessoas afirmando que dois dos mortos não tinham relação com a ocorrência. Helkison e Rafael eram padrasto e enteado, e estariam numa bicicleta quando foram atingidos pelo carro suspeito. A polícia apura essa informação.
Uma empresa publicou uma nota falando sobre o caso:
“Estamos em luto, dois colaboradores do Mestre da economia que faz parte da Mestrecell empreendimentos foram mortos numa troca de tiros entre polícia e bandido na noite dessa sexta, 10/09. Pai e filho, dois inocentes mortos. Não descansaremos enquanto os culpados por essa barbárie forem punidos”, diz trecho do comunicado.
Initial plugin text
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.