TSE consolida que rachadinha causa dano ao erário e inelegibilidade

O detentor de mandato público que obriga os funcionários de seu gabinete a devolver parte dos salários recebidos, na prática conhecida como rachadinha, causa danos ao erário público. Com isso, o ilícito é motivo de reconhecimento de inelegibilidade de oito anos.
Segundo o TSE, prática da rac…
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.