Uerj desenvolve aparelho que monitora presença do coronavírus no ar

Pesquisadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) desenvolveram um aparelho para capturar e medir a carga viral do coronavírus em ambientes fechados e de grande circulação. O CoronaTrap é capaz de medir a carga viral a partir dos aerossóis presentes na atmosfera.

O trabalho foi desenvolvido por uma equipe liderada pelo pesquisador Heitor Evangelista, e é um desenvolvimento do protótipo CoronaTrack. O equipamento anterior dependia de uma pessoa para carregá-lo, o que não é mais necessário com o CoronaTrap.

O aparelho também é capaz de preservar o coronavírus depois da coleta, já que o aprisiona em uma câmara escura e refrigerada, evitando deterioração com a temperatura, radiação solar ou umidade do ar. O material recolhido será analisado em laboratório. A ideia é entender melhor o padrão de comportamento do vírus e elaborar estratégias mais eficazes para evitar contaminações.

A princípio, o CoronaTrap será usado em escolas públicas e outros ambientes onde se sabe pouco sobre a ação do coronavírus. Em um segundo momento, ele poderá analisar o ar de hospitais, restaurantes e outros locais de aglomeração.

O equipamento também é capaz de coletar outros vírus, fungos e bactérias além do coronavírus para monitorar outras doenças. Os pesquisadores alertam para o baixo custo de produção do aparelho, que poderá ser produzido em larga escala.

Veja o aparelho em ação:

O post Uerj desenvolve aparelho que monitora presença do coronavírus no ar apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.