Um dia após retratação de Bolsonaro, Lira diz que não é momento para ‘desarranjos institucionais’

O presidente da Câmara afirmou que espera que a carta do presidente seja uma oportunidade de recomeço de conversas para a estabilização da política na vida do povo brasileiro. Um dia após retratação de Bolsonaro, Lira diz que não é momento para ‘desarranjos institucionais’
Nesta sexta-feira (10), o presidente da Câmara, Arthur Lira, se pronunciou numa rede social sobre a mensagem à nação divulgada na quinta-feira (9) pelo presidente da República, em que Jair Bolsonaro se retratou das agressões e insultos que havia dirigido ao ministro do STF Alexandre de Moraes.
Arthur Lira declarou que não é momento para o que chamou de “desarranjos institucionais” e manifestou votos de que a carta do presidente seja uma oportunidade de recomeço de conversas para a estabilização da política na vida do povo brasileiro.
Arthur Lira afirmou também: “Toda instituição republicana ou poder só existem para servir ao país. Temos a obrigação neste momento de trabalhar em sintonia para acabar com a pandemia, diminuir o desemprego, solucionar os precatórios, que podem afetar os investimentos públicos.”
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.