Uniprime investe no bem-estar de seus colaboradores e cooperados


Seguindo os princípios cooperativistas, a Uniprime dedica esforços e investimentos em capital humano para crescer e inovar A realidade imposta pela pandemia fez muitas empresas sentirem a pressão para tomar decisões críticas, especialmente no que diz respeito à adoção de novas maneiras de trabalhar. Além de muitas organizações terem dobrado os investimentos em tecnologia, muitas se destacaram por exercerem suas lideranças ao ajudar suas equipes no gerenciamento dos desafios do home office.
“Tivemos que nos adaptar a uma nova economia e promover transformações que auxiliassem nossos cooperados e colaboradores no enfrentamento da crise. Aqui na Uniprime, continuamos trabalhando com força total para promover o bem-estar de todos que estão à nossa volta”, conta Dr. Carlos A. D. Mascarenhas, diretor executivo da cooperativa. Ele afirma que os colaboradores revezaram o home office para evitar aglomerações na sede nos períodos mais críticos da pandemia, “e as agências cumpriram todos os decretos emitidos pelos órgãos oficiais, reduzindo o atendimento e tomando os cuidados necessários para barrar a disseminação do vírus”.
Bem-estar e educação em pauta
O cuidado com as pessoas ganhou relevância na pandemia. Porém, uma cultura organizacional forte e voltada para o bem-estar dos colaboradores deve ser priorizada em todos os momentos dentro de uma corporação. O relatório “Tendências Globais de Capital Humano 2020 – A empresa social em ação: o paradoxo como um caminho a seguir”, publicado pela Deloitte, revela que 91% dos entrevistados brasileiros identificam que o bem-estar é uma responsabilidade organizacional e deve ser uma prioridade importante para o sucesso de uma empresa. Porém, a pesquisa aponta que 64% das lideranças não medem ou não priorizam esse indicador.
Para Paulo Thomson de Lacerda, gerente de recursos humanos da Uniprime, o respeito e o desenvolvimento do ser humano são requisitos para o exercício pleno do cooperativismo, e devem ser praticados junto aos cooperados e, especialmente, aos colaboradores. “Na Uniprime, muitos deles já têm mais de uma década de bons serviços prestados”. A instituição já figurou algumas vezes entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil e no Paraná nas renomadas pesquisas Você S/A e GPTW. “Estes títulos são reflexo do engajamento e da identificação dos colaboradores com o propósito e com a cultura da Uniprime”, afirma o gerente de RH.
Por três anos consecutivos, a Uniprime entrou para o ranking nacional do Guia VOCÊ S/A – As 150 Melhores Empresas para Trabalhar do Brasil.
Uniprime
Ciente do papel da educação como ferramenta transformadora do ambiente de trabalho, a Uniprime também investe na capacitação técnica e de gestão de seus colaboradores, oferecendo bolsas de estudos e criando oportunidades de desenvolvimento em áreas sensíveis para o negócio. Além disso, a cooperativa se destaca por oferecer um pacote de benefícios alinhado à cultura da instituição. “Planos de saúde e odontológico, vale alimentação e refeição, uniforme, seguro de vida e plano de carreira são alguns dos benefícios que contribuem para que a Uniprime seja uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil”, conclui Lacerda.
Atendimento personalizado
Cultivar um relacionamento transparente com os clientes está no topo da lista de importância na maioria das organizações. Enquanto os grandes bancos fecharam mais de 1.500 agências no último ano, segundo balanço divulgado pelas próprias instituições financeiras, as cooperativas de crédito seguem ampliando a presença física na pandemia. Um estudo do Banco Central (BC) aponta que a quantidade de municípios onde a cooperativa de crédito é a única alternativa para obtenção de serviços financeiros passou de 184, em dezembro de 2018, para 202, um ano depois. Este crescimento tem o apoio do BC, que divulgou há dois anos os Desafios 2022, com a meta de aumentar a participação das cooperativas no crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) para 20% até o próximo ano.
Na Uniprime, a conexão entre a instituição e seus cooperados gera confiança e os mantém não apenas satisfeitos, mas impressionados positivamente. De acordo com a última pesquisa de satisfação realizada pela Uniprime com apoio do Instituto Bonilha, a cooperativa alcançou um índice de 94% referente ao grau de satisfação dos cooperados, e as maiores notas estavam relacionadas ao modelo de atendimento pessoal, ao relacionamento com o gerente e às ótimas instalações físicas das agências.
Uniprime foi avaliada com 94% de aprovação por cerca de 1.000 cooperados.
Uniprime
“Nosso propósito é contribuir com a vida financeira das pessoas e esta é uma oportunidade para nos aproximarmos ainda mais dos nossos cooperados, seja disponibilizando crédito ou oferecendo opções vantajosas de investimentos, por meio do nosso atendimento humanizado”, afirma Antonio Hernandes, diretor superintendente da Uniprime.
Futuro
Embora a economia do país esteja enfrentando um ciclo longo de recessão, empresas e instituições sólidas têm encontrado nas dificuldades a oportunidade de se reinventarem. As estratégias incluem, especialmente, continuar atentas ao propósito de colocar o público no centro do negócio, manter a excelência nos produtos e serviços prestados e não perder de vista as demandas do futuro.
“O mercado é dinâmico e, independente do cenário econômico, é preciso inovar” (Antonio Hernandes, diretor superintendente da cooperativa).
Uniprime
“O mercado é dinâmico e, independente do cenário econômico, é preciso inovar. Caso contrário, quando o mercado estabilizar, você corre o risco de estar atrasado. Na Uniprime, por exemplo, a inovação é uma filosofia que está enraizada entre todos os dirigentes e colaboradores e estamos sempre em busca de novos serviços para nossos cooperados”, conclui o diretor.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.