VÍDEO: com filas, postos podem ficar sem combustível no Sul de SC

Com a paralização dos caminhoneiros, muitas pessoas procuraram os postos de combustível na região Sul de Santa Catarina. Repetindo uma cena ocorrida na greve dos caminhoneiros em 2018. Principalmente, devido ao acesso à distribuidora dos combustíveis estar fechado pelos manifestantes.

Desde a noite de quarta-feira (8) e durante esta quinta-feira (9) o movimento tem sido intenso e com filas em alguns postos de Criciúma e região.

“Existe esse risco. Se não tiver liberação das estradas acredito que hoje a noite os postos devem ficar sem gasolina”, destaca o proprietário dos postos São Pedro e Pinheirão em Criciúma, Beto Benedett.


Filas foram registradas em postos de combustível em Forquilhinha, no Sul de SC – Vídeo: Eliane Gonçalves/NDTV

De acordo com ele, não era esperado que a paralisação fosse seguir e que novamente filas e movimento intenso fosse registrado nos postos de combustível como em 2018.

“De forma nenhuma imaginávamos. Achamos que não voltaria a ter esse pecado novamente. Transtorno foi muito grande e vai ser novamente”, comenta ele.

Reforço e organização nas filas

Com as diversas filas e o movimento intenso, as equipes dos postos de combustível tiveram que ser reforçadas. Principalmente para organizar as filas e evitar brigas e discussões.

“Teve que ter organização de fila.  Muito faltam com respeito um com o outro. Não respeitam a fila. No fim estamos focados no abastecimento porque o posto é muito grande complica. O pessoal não respeita muito”, comenta Beto.

Filas e movimento intenso nos postos de combustível iniciaram na noite desta quarta-feira (8) e seguem neste quinta-feira (9) em Criciúma e região – Foto: Divulgação

Procon fiscaliza postos em Criciúma

O Procon ( Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) está fiscalizando os postos de combustível para que não haja um aumento excessivo de preço. Principalmente na gasolina.

“Recebemos algumas ligações de proprietários de postos de combustível onde falaram que se seguir nesse ritmo existe risco eminente de desabastecimento em Criciúma”, comentou o coordenador do Procon, Gustavo Colle.

Filas e movimento intenso nos postos de combustível iniciaram na noite desta quarta-feira (8) e seguem neste quinta-feira (9) em Criciúma e região – Foto: Lucas Colombo/ND

De acordo com ele, a fiscalização visa prevenir o que ocorreu na greve dos caminhoneiros em 2018. Na época um posto foi flagrada aumentando excessivamente o preço e foi autuado.

“Procon de Criciúma esta fiscalizando. Estamos percorrendo a cidade, quase todos os postos estão com fila. Até o momento nenhum deles está aumentando o valor do combustível”, explica Colle.

Se tiver alguma denúncia de irregularidade os consumidores devem denunciar através do 151.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.