Vídeo mostra PMs agredindo adolescente com cassetete em Itu; família registrou queixa contra policiais


Irmã do rapaz alega que ele estava parado apenas para limpar a calçada, quando foi agredido sem motivo. Caso ocorreu no bairro São Judas; menor teve ferimentos nos braços e costas. PM afirma que caso está sendo investigado e que policiais foram afastados. Vídeo mostra PMs agredindo adolescente com cassetete em Itu
Uma família de Itu (SP) registrou boletim de ocorrência contra policiais militares alegando que eles agrediram um adolescente de 16 anos com cassetete sem motivo, no bairro São Judas, na noite de sábado (11).
Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o menor estava parado na frente do comércio da irmã, quando um policial o aborda. Na sequência, outros dois se aproximam e um deles o agride com cassetete. As agressões ainda continuam por alguns segundos na rua (assista cima).
De acordo com a irmã do menor, que terá a identidade preservada, os policiais alegaram que o comércio estava gerando aglomeração e dispersaram as pessoas que estavam no local. Antes de fechar o estabelecimento, ela pediu ao irmão para varrer a frente do local, quando foi surpreendido com a abordagem.
“Na primeira conversa estava tudo tranquilo, um policial perguntou o que o meu irmão estava fazendo ali e ele explicou que esperava a vassoura para limpar o chão em frente a loja. Chegou até a apontar para o chão, sinalizando que limparia ali. Eu iria pegar a vassoura e levar pra ele, mas acabei esquecendo enquanto conversava com os policiais e guardas que estavam lá. Um segundo policial que nem conversou com meu irmão já chegou batendo nele com o cassetete e depois outro também o agrediu”, explica.
Família alega que jovem foi agredido por policiais enquanto varria o chão de comércio em Itu
Câmeras de Segurança
A irmã alega ainda que os policiais que participaram da agressão tentaram esconder a identidade e alegaram que haviam sido ameaçados pelo menor.
“Questionei os policiais e eles alegaram que o meu irmão havia ameaçado eles. Ele tem 16 anos, não iria falar nada para os policiais, estava tranquilo na hora, apenas me ajudando na loja. Os policiais que bateram nele tiraram a identificação da farda, isso não faz sentido. O meu irmão não estava trabalhando, eu só pedi pra ele me ajudar e limpar o chão”, relata.
Irmã alega que menor foi agredido por PMs enquanto ajudava na limpeza de comércio em Itu
Câmeras de Segurança
Após as agressões, familiares levaram o menor até o Pronto Atendimento de Itu e constataram lesões nas pernas e costas. Em seguida, eles foram até a delegacia, onde registraram a ocorrência. Para a irmã, o menor foi vítima de discriminação.
“Discriminaram ele pela aparência e acharam que era um morador de rua. Como estava calor, ele estava vestido de forma mais simples, usava chinelo e bermuda, mas eles não imaginavam que eu tinha câmera. Abri boletim de ocorrência, levamos ele para fazer exames que comprovassem a agressão e já entrei com advogado”, finaliza.
O G1 entrou em contato com a Polícia Militar, que afirmou que todas as circunstâncias relativas ao caso são investigadas por meio de um Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado pela PM. Os agentes envolvidos na ocorrência foram afastados do trabalho operacional.
Irmã alega que os policiais agrediram o irmão por conta de discriminação
Câmera de Segurança
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.