‘Vou torrar na zona’, diz ex de cantora gospel sobre dinheiro de casa de R$ 1 milhão

A separação de Amanda Ferrari e Gunavingre de Souza vem dando o que falar nos últimos dias. O ex-casal trava uma disputa marcada por traições e ameaças. A ex-cantora acusa o ex de expor vídeos de brigas nas redes sociais. Segundo ela, a intenção é convencer o público de que a moça seria “desequilibrada”.

Cantor gospel revela momentos de tensão após separação – Foto: amanda-ferrari-cantora-gospel

Além disso, Amanda alega que Guna, que foi seu empresário, gastou quase todo o patrimônio constituído ao longo da carreira dela como cantora gospel. As informações foram divulgadas primeiramente pelo colunista Léo Dias.

Os dois disputam o que restou do patrimônio: uma casa em Americana, no interior de São Paulo, avaliada em R$ 1 milhão. Os dois, que foram casados sob regime de comunhão parcial de bens, discordam sobre o destino do imóvel. Gunavingre exige que a casa seja vendida. Amanda resiste, e diz que não tem para onde ir com o filho.

Amanda conta que a casa, que tem piscina e área gourmet, é seu único abrigo. “Se ele me tirar daqui, vou para debaixo da ponte com meu filho”, argumenta.

“Ele me ameaça porque quer que eu dê a casa para ele! De qualquer jeito! Ele fala que eu devo para ele, que quer a minha casa. Ele liga para os meus amigos, ameaça de morte, diz que se eu arrumar um marido, vai colocar na cadeira de rodas. Ele me difama na internet, paga influenciadores para falarem mal de mim no youtube”, denuncia.

“Vou torrar na zona”

Em áudio enviado à ex-mulher, Gunavingre contou o que pretende fazer após a partilha do imóvel: “Vou gastar todo o dinheiro da casa em balada. Eu não preciso desse dinheiro. Vou usar em balada, vou gastar em churrasco, em zona. Porque a casa é minha, pertence a mim e eu não preciso mais dela, tenho outras propriedades! Vou gastar o que pegar: R$ 200 mil, R$ 300 mil, R$ 150 mil, o que for! Eu vou torrar na zona”, disse.

Nos áudios, segundo o colunista, o empresário aparece exaltado. “Vai na polícia levar os áudios, corre lá na polícia, vai. Só sabe fazer isso! Acha que eles não têm nada mais para fazer do que atender a uma mulher desequilibrada que nem você, sua doida, maluca varrida”, ele diz, em dos trechos.

Em outro, o empresário, que atualmente vive nos Estados Unidos, xinga a ex-mulher: “Vou até fumar uma maconha agora! Aqui ainda bem que é liberado, é tudo liberado! Vou fumar maconha para ver se eu esqueço você, traste! Filha da ****”.

Divórcio

Ainda de acordo com o colunista, no divórcio, a Justiça negou o pedido da cantora de pensão alimentícia para o filho do casal. A separação se deu contra a vontade de Gunavingre, que foi condenado a arcar com as custas processuais.

A sentença também relevou que Amanda, na ocasião, não apresentou documentos necessários à partilha. “A requerente não trouxe aos autos documentos dos bens descritos (…) sequer para que se pudessem averiguar suas existências, e em nome de quem estão registrados ou foram adquiridos”, escreveu o juiz.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.