• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Ribeirão Preto cria 1,1 mil empregos formais em julho, mas saldo é o pior para o mês desde 2020

ribeirao-preto-cria-1,1-mil-empregos-formais-em-julho,-mas-saldo-e-o-pior-para-o-mes-desde-2020


Dados do Caged foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quarta (30). Ao g1, economista diz que dúvidas sobre reforma tributária podem ter motivado desempenho mais tímido. Comércio de Ribeirão Preto
Érico Andrade/g1
Ribeirão Preto (SP) gerou 1.195 empregos com carteira assinada em julho deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego nesta quarta-feira (30).
Apesar de positivo, o saldo é o pior para o mês desde 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, quando a cidade abriu apenas 185 oportunidades formais.
🔔 Receba no WhatsApp notícias da região de Ribeirão e Franca
🔢 O que esses números significam? O número do Caged representa o saldo líquido (contratações menos demissões) da geração de empregos. Em julho deste ano, o cenário em Ribeirão foi o seguinte:
11.339 contratações
10.144 demissões
📊 Como foram os outros anos? Além de ser o menor para o sétimo mês do ano desde 2020, o saldo de 1.195 significa uma queda de 12,7% em relação ao mesmo período de 2022. Veja abaixo no gráfico.
A comparação dos números com anos anteriores a 2020, segundo analistas, não é mais adequada porque o governo anterior mudou a metodologia.
Desempenho por setor
Entre os cinco setores da economia analisados, diz o balanço, apenas o da agropecuária registrou saldo negativo no mês de julho em Ribeirão. Já o principal destaque positivo foi o do comércio.
Agropecuária: -47
Indústria: 218
Construção: 203
Comércio: 416
Serviços: 405
🤯 Os dados preocupam ou estão dentro do esperado?
Para ajudar a traduzir o desempenho de Ribeirão Preto no último mês, o g1 conversou com Edgard Monforte Merlo, professor de economia da Universidade de São Paulo (USP). Confira os principais pontos:
💼 Menor saldo desde 2020
Na visão do especialista, o menor saldo para julho desde 2020 pode ser reflexo de uma insegurança motivada por dúvidas sobre a reforma tributária.
A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata da reforma foi aprovada pela Câmara em julho e agora é analisada pelo Senado. Se for modificada pelos senadores, terá de ser reexaminada pelos deputados.
“A reforma tributária vai mexer no setor de serviços, pode ser que alguns empresários do setor de serviços já estão começando a ficar meio receosos. Todas as vezes que se fala em reforma tributária, você fala em mudar as regras da tributação, e isso gera muita insegurança. Quando gera insegurança, pode causar impacto nas contratações”, destaca.
Entenda os principais pontos da reforma tributária
🏬 Comércio como destaque
Em relação ao desempenho do comércio, Merlo pontua que as férias escolares ajudam a explicar os números.
“Julho é o mês das férias escolares, pode ser isso. Geralmente, nas férias, você tem aumento de vendas, tanto que as famílias saem mais com os filhos, então pode ser isso”, completa.
O economista Edgard Monforte Merlo
Carlos Trinca/EPTV
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 
  • New Page 1